Connect with us
[the_ad id="42828"]

Entrevistas

ENTREVISTA: Limonge conta detalhes sobre a criação e produção do single “O Novo Hino Nacional”

Julia Diniz

Published

on

Já está disponível em todas as plataformas digitais o single “O Novo Hino Nacional”, do cantor e compositor brasileiro Limonge. O cantor resolveu “homenagear” esse momento único que vivemos em terras tupiniquins, aproveitando a emblemática data de 7 de setembro para lançar seu novo single. Ouça:

Advertisements

Advertisements

A capa da faixa é assinada por Venes Caitano, desenhista indicado ao prêmio HQ Mix, considerado o Oscar dos Quadrinhos no Brasil. Autor das tirinhas Vi-Venes, Venes já teve seu trabalho publicado pela Carta Capital, Folha de São Paulo, Revista Época, A Gazeta do ES, entre outros.

Produzido por Bruno Scarabotto, o single “O Novo Hino Nacional” chegou acompanhado de um vídeo oficial, dirigido por Pimen Nakano, que acompanha a música e simula tipos de jornais comuns na tv, apresentando uma série de notícias absurdas inspiradas nos versos da música como destaque.

Buscando conversar um pouco mais sobre o processo de criação desse single tão representativo, preparamos uma entrevista com o Limonge e agora vocês podem conferir mais detalhes sobre o single “O Novo Hino Nacional” e o videoclipe oficial. Leia a entrevista na íntegra:

Advertisements

Portal Pop Cyber –  Como foi o seu processo de criação e produção da faixa “O Novo Hino Nacional”?

Ela nasceu no meio de um noticiário. Um belo dia de quarentena liguei a tv e comecei a digerir as notícias, uma a uma, pareciam mentira, coisas insanas, doentias, me deu vontade de gritar, peguei meu caderno e escrevi sobre, em pouco tempo isso virou a música. A produção foi super simples, gravei tudo em casa e enviei pro Bruno Scarabotto, produtor, mixar e masterizar, questão de 2 semanas ela estava pronta. Mesma coisa com o clipe, criei o roteiro baseado no que vi, gravei na minha sala, enviei pra Pimen, minha baixista que também entende de motion design (e inclusive fez uma participação especial no clipe) e em menos de um mês tudo estava pronto!

Portal Pop Cyber –  Como foi ver o retorno do público e amigos quanto à nova faixa?

A grande maioria recebeu de forma bem positiva, óbvio que os haters sempre pipocam (como nas últimas duas músicas que lancei com a mesma temática), mas a ideia inicial era mesmo que a música furasse a bolha, e isso me deixa bem feliz. Por mais que me xinguem, cada deslike no youtube é sinal que alguém que não concorda comigo ao menos refletiu sobre a situação por alguns minutos, se isso mudar algo daqui um tempo, já fico muito satisfeito.

Portal Pop Cyber –  Qual o seu principal objetivo com “O Novo Hino Nacional”?

Criticar a situação que vivemos de forma absolutamente passiva na maioria das vezes. A corrupção não vem de hoje, são anos e anos de políticos cada vez mais corruptos se fingindo de santos e heróis jogando a sujeira debaixo do tapete e cada vez mais gente se iludindo e aplaudindo. Mas nesse momento, acho que chegamos no fundo do poço, pois as coisas são tão absurdas e escancaradas que dá raiva, e mesmo assim ainda há quem defenda. Enquanto existir gente disposta a idolatrar políticos, nós nunca vamos sair do mesmo ciclo.

Portal Pop Cyber –  O quão importante você considera a criação e produção de músicas com temas fortes e mais atuais?

Absurdamente necessário. A arte não serve só pra entreter, mas pra fazer pensar também. Nada contra quem cria músicas apenas para que as pessoas passem o tempo ou tenham um momento de respiro, eu também já fiz muito isso, mas minha obra sempre refletiu meu pensamento, não consigo simplesmente fazer músicas sobre “vai ficar tudo bem” vendo esse absurdo todo acontecendo, é preciso questionar, é preciso se posicionar, e a arte tem o poder de impactar as pessoas de uma forma diferente de uma notícia ou opinião em texto, quanto mais gente trucar e botar o público pra pensar, melhor.

Advertisements

Portal Pop Cyber –  Como você vê o verdadeiro papel da música na sociedade?

Não acredito que exista um único papel da música, a música é plural, serve pra diversas situações, do entretenimento à crítica. Acredito que, na arte, ela talvez seja uma das formas de maior penetração, pois se adequa a diversos momentos e situações, e isso precisa ser explorado também para criticar, não só entreter.

Portal Pop Cyber –  O videoclipe traz a ideia de um Jornal de TV e apresentação de notícias, as quais são completamente relacionadas com a letra da música. Como surgiu a ideia de também deixar claro isso no vídeo?

Foi parte do processo de composição. Como a música nasceu de um noticiário que assisti, achei justo criar um roteiro que tivesse conexão com cada parte da letra, notícias absurdas, que poderiam muito bem ser reais (e algumas, por incrível que pareça, desde o lançamento do clipe, já chegam perto disso, como a que menciona o fim da corrupção).

Confira o videoclipe: 

Portal Pop Cyber –  Com essa música, em algum momento você sentiu receio ou medo de alguma futura censura? E como seria sua reação se vivesse uma?

Não, pelo contrário, ainda acredito na pluralidade de opiniões provenientes de uma democracia, por enquanto, ainda temos essa liberdade e, enquanto ela existir, temos que aproveitá-la ao máximo. Caso uma censura apareça, será respondida a altura. Depois de sofrer tanta ofensa e ameaça de morte com os últimos singles, a censura seria só a cereja do bolo rs

Portal Pop Cyber –  Você pretende seguir essa linha de criação e posicionamento em próximos projetos?

Nesse projeto sim, a ideia é que esses singles façam parte de um álbum temático sobre esses últimos anos que vivemos, principalmente 2020. Não sei o que virá depois disso, meu foco por enquanto está na construção desse trabalho, eu aprendi a não antever muito sobre o que vou falar, dado que no começo de 2020 eu havia decidido dar uma pausa na carreira e, de repente, me peguei falando de política de forma incisiva, então vou deixar o tempo mesmo me dizer sobre o que devo escrever e qual caminho seguir.

Portal Pop Cyber –  E o que vem por aí? Podemos esperar por novas músicas? Conta um pouco pra gente

Bom, provavelmente teremos mais um single ainda esse ano e, possivelmente, um álbum completo com essa temática política entre o fim de 2020 e começo de 2021, a única coisa que posso adiantar é que essas músicas ainda tem abordagens leves perto das próximas, a ideia é ser cada vez mais incisivo e questionador, quem sabe assim não consigo abrir pelo menos alguns olhos (além de receber ameaças)

Advertisements

Jornalista formada, trabalha na área desde 2017. Possui a própria empresa de assessoria de imprensa e é apaixonada pelo meio artístico e audiovisual. E-mail: [email protected]

Advertisements