in

Com o EP “The Portal”, BINARYH inaugura a DECØDED, sua nova gravadora

Saiba mais sobre o lançamento e o que esperar da label da dupla formada por Camila Giamelaro e Rene Castanho

Com o EP The Portal BINARYH inaugura a DECODED POP CYBER
FOTOS POR @FERNANDO_SIGMA

O duo paulista BINARYH está lançando a sua mais nova gravadora, a DECØDED. O primeiro release é da própria dupla, com o EP “The Portal”, que traz as faixas “Anubis” e “Nosce Te Ipsum”, e chega nesta sexta-feira, (15). Ouça aqui.

Representando o deus egípcio dos mortos, a primeira faixa do novo disco, “Anubis” é totalmente focada nas pistas de dança e já chega com suportes de ninguém menos que Tale Of Us e Innellea.

“Buscamos um vocal marcante e monstruoso. Trabalhamos muito groove de bateria e guardamos tudo para o drop em que entra o vocal. Trouxemos algumas influências do organic techno, para que a track tivesse uma pegada mais sombria, mas sem sair do techno melódico”, complementou.

A segunda música apresenta uma faceta levemente diferente do BINARYH.

“‘Nosce Te Ipsum’ mostra outro lado do nosso projeto. É um offbeat melódico bem introspectivo, saindo da nossa pegada mais energética. É uma verdadeira viagem, música para ouvir”, conta Rene Castanho.

DECØDED

A nova label não é apenas uma gravadora, mas uma filosofia musical, “um portal para a transmissão de experiências musicais transformadoras”, moldado a partir da visão criativa e curadoria do BINARYH.

Segundo a dupla, a DECØDED “representa um ecossistema sonoro único, um universo onde a linguagem binária se entrelaça com ritmos hipnóticos e melodias arrebatadoras”, e em que “cada nota é uma declaração, cada melodia é uma jornada através dos algoritmos da imaginação”.

“Nossa prioridade é colocar no ar músicas do BINARYH que estão guardadas há muito tempo. Achamos que já é hora dessas músicas serem lançadas e chegar nas mãos e ouvidos dos nossos fãs. Estamos com um calendário incrível para o próximo ano. Podem apostar que muita música inédita será lançada antes do que vocês imaginam.” revela a dupla.

Partindo de conceitos avançados de matemática, o conceito da gravadora mescla techno melódico, códigos binários e curvas de Lissajous.

“Ao desvendar suas músicas, DECØDED convida os ouvintes a explorarem e decifrarem suas próprias experiências. Cada lançamento é uma chave para um novo domínio sensorial, uma oportunidade para explorar a interseção entre lógica e sentimento, arte e tecnologia. A decodificação da música vai além dos algoritmos; é uma jornada pessoal para desvendar as camadas ocultas do sistema límbico sob o estímulo musical”, segue o texto de apresentação do selo.

“BINARYH, como arquitetos dessa experiência, moldam um legado em que a música é mais do que melodia e ritmo — é um manifesto, uma expressão da dualidade entre o analógico e o digital, o humano e o sintético”, conclui.

Mais sobre o BINARYH

Rene e Camila constituem a união de duas forças intensas e complementares, aplicadas ao sistema sonoro traduzido como BINARYH.

Suas músicas são cuidadosamente arquitetadas para compartilhar uma atmosfera crescente e constante. Linhas de código sintéticas escritas com sentimento, um toque de poesia em meio às sombras.

É impossível falar de techno melódico no Brasil sem citar a dupla, maior referência do estilo no país e uma das principais ao redor do mundo. Ao longo de sua notória carreira, conquistou o respeito e a admiração de artistas como Tale Of Us, Mind Against, ARTBAT, Adriatique, ANNA, Nicole Moudaber, Tiësto e David Guetta.

Em 2022, BINARYH passou a integrar o seleto time de artistas da Afterlife, lançando a track “Seyfert” na compilação “Unity Pt III” e se apresentando na noite da gravadora realizada no Hï Ibiza, durante o verão europeu, e no Printworks, em Londres. No Brasil, o duo tocou nos principais clubs do país e, internacionalmente, passou pela Alemanha, China, Grécia, Argentina e Líbano.

Article Thumbnail 1 POP CYBER

A jornada de autodescoberta de Bubsy em ‘Roads to Elsewhere’

Reflexivo inspirador pop e dancante ouca Solitude album de estreia de Ted Troll POP CYBER

Reflexivo, inspirador, pop e dançante: ouça “Solitude”, álbum de estreia de Ted Troll