in

Com Âme e Rødhåd, D-EDGE promete final de semana histórico em São Paulo

Entenda por que os dois projetos alemães são tão celebrados mundialmente

Com Ame e Rodhad D EDGE promete final de semana historico em Sao Paulo POP CYBER
The BOREAL Agency

Que o público do D-EDGE está acostumado a curtir alguns dos maiores artistas do cenário eletrônico underground mundial, não é nenhuma novidade. Mas neste final de semana, o sarrafo vai ficar ainda mais no alto com a dobradinha Freak Chic e Nave, que trazem dois projetos alemães gigantes — um na house, outro no techno.

FREAK CHIC presents ÂME

Começamos com a Freak Chic do dia 08, sexta-feira. Na pista 1, estará presente ninguém menos que Âme DJ Set, duo seminal da house music contemporânea, representado pelo DJ do projeto, Kristian Beyer.

Fundado em 2000, o Âme é, ao lado de Dixon, o idealizador da Innervisions, label responsável por trazer a house music a outro patamar sonoro: grandioso, melódico e mais colorido do que os alemães estavam acostumados a curtir na época.

Há quase 25 anos na ativa, o projeto está por trás de hits seminais da música eletrônica, como “Rej”, “No War” e os remixes de “Howling” (do Howling), “Turn Around” (do Saylor & I), “Envision” (do Osunlade) e “Paradise”, do (mOat).

O resultado dessa sintonia fina é um conjunto de obras musicais, sets, performances e  eventos absolutamente apaixonantes, que ajudaram a mudar o jogo quando o assunto é experiência dentro da dance music.

NAVE presents RØDHÅD

No dia seguinte, sai o disc-jóquei houseiro e entra o craque do techno. Na ativa como DJ desde os anos 90, e como produtor desde o começo dos anos 10, Rødhåd é um dos nomes mais emblemáticos de Berlim, construindo sets atemporais dentro de sua vertente.

Criado em meio à efervescente cena noturna da capital alemã, o artista carrega consigo um estilo profundo, poderoso e hipnótico, que bebe da house music ao dub.

Fundada em 2009, sua label Dystopian ajudou a disseminar um techno real e visceral pela região, fazendo com que seu nome explodisse a ponto de se tornar, futuramente, um ícone global.

Faixas icônicas, como “The Wall” (2013), o remix para “Signs” (2015), do já citado Howling, e “Target Line” (2017), marcaram época, ajudando a estabelecer o ruivão como um dos mestres do seu ofício, cultuado em todo o mundo.

Isso sem falar da sua outra gravadora, a peculiar WSNWG, em que lança faixas resultantes de sessões de estúdio com produtores convidados, sempre com nomes esquisitões, como “Vermillion 3 [220208.2]” (collab com Ignez, 2023).

Teremos, portanto, um dos finais de semana mais impactantes da história do D-EDGE.

Francisco el Hombre POP CYBER

Francisco, el Hombre expande fronteiras em HASTA EL FINAL, novo disco e turnê que antecedem hiato da banda

El Significado de Las Flores show no Lollapalooza Chile 20204 e nova musica POP CYBER

El Significado de Las Flores: show no Lollapalooza Chile 20204 e nova música