Connect with us

Música

Vou Pro Sereno lança álbum “Novelas”, com músicas que marcaram a teledramaturgia brasileira

Published

on

Vou Pro Sereno scaled
(Foto: Divulgação)

O grupo Vou Pro Sereno escolheu 14 sucessos que marcaram a teledramaturgia brasileira para formar o álbum completo de “Novelas”, projeto que mostra a versatilidade e habilidade do Vou Pro Sereno em apresentar diferentes ritmos em samba/pagode. Entre as músicas inéditas na voz do grupo, que se juntam às demais faixas já lançadas durante os três primeiros EPs, estão: “Oceano” (Novela Top Model 1989); e “Transas” (Novela Roda De Fogo 1986).

“Foi muito bom ter feito o projeto ‘Novelas’. Já era um sonho antigo nosso. A gente sempre colocava as músicas, algumas que faziam parte de trilhas de novela, no nosso repertório. É um projeto muito bonito, são músicas clássicas, então foi muito prazeroso fazer esse trabalho”, conta Alex Sereno.

“São grandes sucessos da MPB, que trouxemos pro nosso segmento, samba/pagode. Agora essas músicas fazem parte do nosso repertório também”, explica Julio Sereno. “É a realização de um sonho. Uma alegria, uma satisfação muito grande, a gente ter essas músicas, que são consagradas, e que conseguimos trazer para o nosso universo, fazendo com que essas músicas sejam novamente ouvidas pelo nosso público”, completa Paulinho Sereno.

Com mais de 1.5M de ouvintes no Spotify, o grupo também conta com bons números no projeto “Novelas”. São mais de 2M de execuções, somando áudio e vídeo, nas faixas já lançadas. Destaque para: “Encontros e Despedidas” (Novela Senhora Do Destino 2004); “Linda Demais” (Novela Roque Santeiro 1985); e “Na Rua, na Chuva, na Fazenda (Casinha de Sapê)” (Novela Vira-Lata 1996).

Para quem acompanha o grupo, o novo trabalho não é uma novidade, já que parte do repertório já estava presente nas apresentações do Vou Pro Sereno. “Com esse projeto a gente conseguiu levar o que fazemos nos shows para a nossa discografia. E, falando por mim, fico muito feliz porque tive a oportunidade de interpretar duas canções”, finaliza Rodrigo Tchutchucão.

Esse é o quarto trabalho do grupo desde que assinaram com a Sony Music. Anteriormente eles lançaram os álbuns “A Força do Nosso Som”, que traz o sucesso “Teu Segredo”, parceria com Ludmilla que soma mais de 100 milhões de plays nas plataformas digitais; “Os Sambas Que Canto Por Aí”; e o mais recente “Jogando Em Casa”, que também traz Ludmilla na faixa “Já Tentei”, que ultrapassa 35 milhões de execuções de áudio e vídeo.

Repertório:

1 – Codinome Beija-Flor (Novela O Dono Do Mundo 1991)
2 – Transas (Novela Roda De Fogo 1986)
3 – A Viagem (Novela A Viagem 1994)
4 – Linda Demais (Novela Roque Santeiro 1985)
5 – Na Rua, na Chuva, na Fazenda (Casinha de Sapê) (Novela Vira-Lata 1996)
6 – Sexy Yemanjá (Novela Mulheres De Areia 1993)
7 – Saigon (Novela O Mapa Da Mina 1993)
8 – Fullgás (Novela Vereda Tropical 1984)
9 – Admirável Gado Novo (Novela O Rei Do Gado 1996)
10 – Oceano (Novela Top Model 1989)
11 – Meia Lua Inteira (Novela Tieta 1989)
12 – Aguenta Coração (Novela Barriga De Aluguel 1990)
13 – Encontros e Despedidas (Novela Senhora Do Destino 2004)
14 – Brasil (Novela Vale Tudo 1988)

Vou Pro Sereno ou “VPS”, como chamam os fãs, é formado por Alex Sereno (tantã e voz), Julio Sereno (pandeiro e voz), Paulinho Sereno (reco-reco) e Rodrigo Tchutchucão (violão). Com mais de 20 anos de história, o quarteto, que conta com mais de 1.5 milhão de ouvintes mensais no Spotify, surgiu na Zona Oeste do Rio e explodiu nacionalmente com a música “Nada Pra Fazer”, que deu nome a uma roda de samba que levava cerca de 10 mil pessoas ao Bangu Atlético Clube, na cidade do Rio de Janeiro. A roda começou a atrair amantes do Samba, além de muitos sambistas. Desde então, o grupo passou a rodar com o projeto, embalando e animando o público com o melhor dos clássicos do Samba pelo país.

Advertisement