Connect with us

Música

Vou Pro Sereno lança versão samba de “Linda Demais”, do Roupa Nova

Published

on

DSC 6147 EP1 scaled
(Foto: Divulgação)

O grupo Vou Pro Sereno começou com tudo com o novo projeto “Novelas”, que leva esse nome por apresentar, na maior parte do repertório, músicas que fizeram sucesso na telinha. O primeiro EP, que foi lançado no fim de semana de Dia das Mães, trouxe, entre outras canções, “Encontros e Despedidas”, um clássico de “Senhora do Destino”. Agora, o VPS apresenta mais quatro faixas que são importantes para o grupo: “Linda Demais” (Roupa Nova); “Saigon” (Emílio Santiago); “Meia Lua Inteira” (Caetano Veloso); e “Admirável Gado Novo” (Zé Ramalho).

“Foi emocionante a escolha desse repertório. Para mim, em particular, é ainda mais especial, já que é a primeira vez que assumo os vocais em um DVD. A faixa “Linda Demais” é um presente para nossos fãs e, quem ainda não é fã, agora vai virar”, afirma Rodrigo Tchuchucão.

O projeto completo é formado por 16 versões samba/pagode de músicas que são importantes para o grupo de alguma maneira, sendo que a maioria fez parte de alguma trilha de novela. Para quem acompanha o grupo, o novo trabalho é uma resposta a muitos pedidos dos fãs, como conta Julio Sereno: “Algumas músicas já tocávamos muito tempo atrás e nosso público sempre cobrava por que paramos, além de gostarmos muito de novelas”. Eles então decidiram criar novos arranjos e lançar 3 EPs, além do álbum completo previsto para meados de junho.

Esse é o quarto trabalho do grupo desde que assinaram com a Sony Music. Anteriormente eles lançaram os álbuns “A Força do Nosso Som”, que traz o sucesso “Teu Segredo”, parceria com Ludmilla que soma mais de 100 milhões de plays nas plataformas digitais; “Os Sambas Que Canto Por Aí”; e o mais recente “Jogando Em Casa”, que também traz Ludmilla na faixa “Já Tentei”, que ultrapassa 35 milhões de execuções de áudio e vídeo.

Sobre:

Vou Pro Sereno ou “VPS”, como chamam os fãs, é formado por Alex Sereno (tantã e voz), Júlio César (pandeiro e voz), Paulinho (reco-reco) e Rodrigo Tchutchucão (violão). Com mais de 20 anos de história, o quarteto, que conta com mais de 1.5 milhão de ouvintes mensais no Spotify, surgiu na Zona Oeste do Rio e explodiu nacionalmente com a música “Nada Pra Fazer”, que deu nome a uma roda de samba que levava cerca de 10 mil pessoas ao Bangu Atlético Clube, na cidade do Rio de Janeiro. A roda começou a atrair amantes do Samba, além de muitos sambistas. Desde então, o grupo passou a rodar com o projeto, embalando e animando o público com o melhor dos clássicos do Samba pelo país.

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisement