Connect with us

Música

Taylor Swift está oficialmente livre para regravar seu catálogo antigo

Avatar

Published

on

taylor swift 02 amas show 2019 billboard 1548 1024x677 1

Taylor Swift está oficialmente livre para regravar seu catálogo antigo, composto por seis discos após uma briga pública contra a sua antiga gravadora, a Big Hit Machine, seu presidente Scott Borchetta e o empresário Scooter Braun, sobre o direito de suas próprias músicas.

O prazo para o fim da proibição de regravar os seus seis primeiros álbuns acabou neste 1º de novembro e a internet já vibra com a possibilidade das regravações dos discos “Taylor Swift”“Fearless”“Speak Now”“Red”“1989” e “Reputation”.

O desejo de regravar suas próprias músicas, para que assim ela tenha o direito total sobre o seu trabalho, incluindo as gravações masters, foi algo que a própria Taylor já revelou ter vontade de fazer.

À época do lançamento do “Lover”, o primeiro disco na nova gravadora, Taylor Swift afirmou: “Isso é algo que eu estou muito animada em fazer, porque meu contrato diz que a partir de novembro de 2020, ano que vem, eu posso começar a gravar os álbuns do 1 ao 5 todo de novo.”

Em junho de 2019, Taylor Swift publicou uma carta abarta onde expôs seus problemas com a Big Machine Records, Scott Borchetta e Scooter Braun.

A cantora afirmou, na época, que teve negada a possibilidade de ela própria comprar os direitos de suas gravações originais, as chamadas masters, que foi vendida para Scooter Braun, empresário de nomes como Justin Bieber, Ariana Grande e Demi Lovato, por um valor de 300 milhões de dólares.

A confusão contratual que se seguiu, então, proibiu de Taylor Swift regravar suas próprias músicas para assim ela obter os direitos das masters, proibição que acabou neste mês de novembro, e gerou outros tantos problemas, como lançamentos de conteúdos não autorizado por Taylor e até possível proibição da cantora apresentar suas próprias músicas em programas de TV.

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisement