Connect with us

Música

Japinha Conde lança clipe no estilo faroeste

Published

on

Japinha Conde
(Foto: Divulgação)

A faixa “Na Cama Maltrata ” dá título ao álbum lançado no começo do mês com músicas inéditas e grandes sucessos da carreira. A menina que virou vocalista da banda que era fã e está entre os maiores destaques da música brasileira, Japinha Conde, lançou hoje, 22, às 20h nas plataformas digitais “Na Cama Maltrata”.

Com a temática do Velho Oeste as gravações ocorreram em Fortaleza, no Ceará. Um antigo bar de cowboys, muita dança, figurino de época e um single com refrão marcante são os ingredientes dessa super produção.

Os termos Velho Oeste e faroeste determinam um local ocupado pelos norte-americanos entre 1850 e 1890. Em uma época que as mulheres não podiam nem votar, imagina uma entrar vestida a caráter em um saloon e ainda por cima armada? Justamente assim Japinha abre seu novo vídeo trazendo o empoderamento feminino.

“O clipe veio na hora certa. Toda caracterização ficou linda e trazer essa mensagem de que hoje a mulher sabe seu valor e que ela pode ir e estar com quem quiser me deixaram muito feliz e animada. Estou ansiosa para saber a reação do público “, comenta a artista. A música está no álbum homônimo lançado dia 09 de julho com 19 faixas e as participações de Xand Avião, Rogerinho e Tierry.

O sucesso da cantora veio durante a pandemia com o hit “Romance Desapegado”, que ultrapassou o expressivo número de 257M de views. Entrou na 2° posição no top 100 do YouTube Brasil e ficou entre as 50 virais do mundo, além de estar entre as cinco mais tocadas nas rádios nacionais.

Outra canção que caiu no gosto da galera e também está no topo é “Saudade de Mim” com 66 milhões de acessos. Tanta repercussão abriu as portas para parcerias com grandes nomes da música, entre eles, Maiara e Maraisa com quem gravou “Vou Fácil” e “Você Não Vale” de Felipe Araújo.

Essa mistura de carioca, com traços orientais e forró nas veias deu muito certo e hoje está entre as cantoras mais executadas no país, um verdadeiro fenômeno. Como o single diz, tudo é válido entre quatro paredes, se ambos estão de acordo. Não é não! Qualquer caso de violência contra as mulheres disque denúncia 180.

 

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisement