Capital Moto Week é case de sustentabilidade no Congresso Internacional Cidades Lixo Zero

Maior festival de rock e motos da América Latina é o primeiro no Brasil a conquistar certificações Lixo Zero e ISO 20.121

Capital Moto Week é case de sustentabilidade no Congresso Internacional Cidades Lixo Zero
Organizadora do Capital Moto Week, Juliana Jacinto, falará sobre as ações sustentáveis que tornaram o festival Lixo Zero (Foto: divulgação CMW | Vitor Brandão)

A Gestão de Resíduos Sólidos do Capital Moto Week, maior festival de rock e motos da América Latina, será destaque no Congresso Internacional Cidades Lixo Zero, evento referência nas melhores iniciativas na gestão de resíduos, que acontece de 25 a 27 de junho, no Museu da República, em Brasília. Com inúmeras ações de sustentabilidade em sua estrada de mais de 20 anos, o CMW será apresentado com destaque no painel Eventos Lixo Zero, no dia 26 de junho, mostrando os bastidores por trás da ‘Cidade da Moto’, megafestival que funciona 24h por 10 dias.

A convite do Instituto Lixo Zero Brasil, Juliana Jacinto, organizadora do festival, vai detalhar as ações que fazem do Capital Moto Week um case de sucesso no que diz respeito à promoção de práticas sustentáveis. Em 2023, na edição comemorativa de 20 anos, as 90 iniciativas relacionadas à sustentabilidade renderam resultados significativos. “Mostramos que é possível realizar megafestival do porte do CMW, para quase 1 milhão de pessoas, sem deixar a pegada ecológica para trás”, celebra.

Juliana dividirá o palco com outros expoentes em boas práticas no entretenimento: Heineken, Camarote Salvador e Rock in Rio. Desde 2017 o Capital Moto Week desenvolve práticas alinhadas à Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da Organização da ONU. “Para além das iniciativas do ecossistema do festival, estamos comprometidos em colaborar para o engajamento comunitário na construção de cidades sustentáveis. Sabemos que a participação de todos os atores da sociedade é crucial nesse processo”, revela a organizadora.

A criação de centro de triagem de resíduos dentro da ‘Cidade da Moto’ garante mais controle para a destinação correta dos materiais que são gerados nos 10 dias do festival para reciclagem e compostagem. Além do uso exclusivo de embalagens compostáveis ou recicláveis e copos retornáveis. Para alcançar a taxa de desvio de aterro de 90,7%, o CMW tratou 36 toneladas de materiais, sendo 24 toneladas de resíduos reciclados e 12 toneladas de materiais orgânicos compostados.

O CMW também é adepto ao Carbono Zero e busca zerar as emissões de gases do efeito estufa. Milhares de mudas de árvores foram plantadas e, na última edição, a organização compensou a emissão de mais de 241 toneladas geradas comprando créditos de carbono junto à plataforma oficial da ONU. Além disso, em 2023, o festival ampliou seu impacto ao recolher 2 toneladas de resíduos eletrônicos na comunidade da Granja do Torto, que acolhe a Cidade da Moto.

 

Com resultados tão significativos, pelo segundo ano consecutivo, o festival obteve o certificado Lixo Zero, da Zero Waste International Alliance, comprovando a eficácia das iniciativas para reduzir impactos ambientais gerados por um megafestival. Além deste, o Capital Moto Week conta com as certificações ISO 20.121 e o Selo Verde, concedido pelo Governo do Distrito Federal.

Sustentabilidade e planejamento

Mais de 50 profissionais se dedicam à frente de sustentabilidade ao longo dos 11 meses de planejamento, produção e realização do festival. Juliana Jacinto destaca a complexidade logística para ser Lixo Zero com uma área de 300 mil m², que recebe mais de 800 mil pessoas, 350 mil motos e 1,8 mil motoclubes globais. “Mesmo com toda dificuldade, trabalhamos para garantir que cada detalhe contribua para irmos de encontro com o nosso compromisso com o meio ambiente”, esclarece.

O Capital Moto Week busca expandir suas iniciativas sustentáveis em 2024. Com o apoio dos parceiros Sustentare e Recicle a Vida, vai ampliar a conscientização do público sobre a importância destas práticas. “A ideia é reforçar nossas práticas sustentáveis e promover impacto positivo em todas as áreas de atuação do CMW. A Cidade da Moto é um recorte das cidades em que vivemos, vamos conscientizar esses moradores para replicarem essas ações em suas casas”, finaliza Juliana.

Congresso Internacional

O 3º Congresso Internacional Cidades Lixo Zero acontecerá de 25 a 27 de junho, no Museu Nacional da República, em Brasília, com atividades espalhadas nas Regiões Administrativas do Distrito Federal. A partir do mote “Acordo Social, Um Caminho para Transformar Cidades”, a programação inclui atividades dinâmicas, demonstrativas e de experimentação nos eixos temáticos ambientais, econômicos, sociais e de governança. Entre os especialistas, estarão Alessio ‍Ciacci, Tia Kansara, Carlos Ramos e Atiq Zaman.

Paula Raia celebra estreia de espetáculo de dança com composições suas na voz de Ney Matogrosso

Paula Raia celebra estreia de espetáculo de dança com composições suas na voz de Ney Matogrosso

Warner Music Brasil e Santé Music Agency firmam parceria

Warner Music Brasil e Santé Music Agency firmam parceria