Folky lança “Rei da Melancolia”, 3º álbum da carreira e afirmação no Emo Rap

Artista carioca explora temas como amor, desilusão, saúde mental e espiritualidade em 9 faixas com batidas envolventes e letras intensas.

Folky lança Rei da Melancolia, 3º álbum da carreira e afirmação no Emo Rap
Aceitta Comunicação

Folky é conhecido por suas letras pessoais e reflexivas. Após viralizar com suas faixas, que alcançam centenas de milhares de plays nas plataformas digitais, o artista lança o álbum “Rei da Melancolia”. Investindo no Emo Rap, estilo que ajuda a difundir, o artista faz um mergulho profundo nas emoções e reflexões sobre temas como amor, desilusão, saúde mental e espiritualidade.

Com 9 faixas que combinam batidas envolventes, pianos sombrios, guitarras estrondosas e melodias viciantes, “Rei da Melancolia” marca a consolidação de Folky como um dos principais nomes do emo rap nacional.

Esse álbum é a minha auto afirmação como artista e como pessoa”, declara Folky. “Eu me proclamo 100% na vertente do emo rap, um estilo que me permite expressar meus sentimentos mais profundos de forma autêntica e verdadeira.“, acrescenta.

As letras do álbum exploram temas como desilusões amorosas, TOC, Depressão, Crise de pânico, ansiedade generalizada,magia, espiritualidade e numerologia. “São temas que venho estudando e aprofundando em 2024, e que se refletem nas minhas músicas de forma intensa e honesta”, explica Folky.

“Rei da Melancolia” também apresenta algumas inovações na discografia do artista. “Tentei fazer combos nas músicas e vibes”, revela Folky. “Por exemplo, tenho duas músicas com nomes de drogas – NICOTINA e 2 PILLS – e três músicas com nomes bíblicos e espirituais – ANJO DAS 11, IDEIAS LUCIFERIANAS E ARCANJO MIGUEL.”

A mistura de português com inglês é outra marca registrada de Folky, presente tanto nos nomes das faixas quanto nas letras. “Essa mistura é parte da minha identidade e do meu estilo musical”, afirma o artista.

Com “Rei da Melancolia”, Folky acredita consolida seu nome na cena do hip hop nacional, especialmente no emo rap. “Tenho certeza que este álbum me colocará firmemente na cena e me dará a oportunidade de mostrar que sou o rei do emo rap”, declara. “Não sou o primeiro, mas sou o único! 333, é o urso!”.

Conheça as faixas de “Rei da Melancolia”:

Sobre Folky

Folky tem na música seu refúgio e seu lugar de fala. Assim, dedicando aos trabalhos desde os 12 anos, vê na cultura um misto de trabalho e essência. Sucesso nas plataformas de streaming, tendo mais de 2 milhões de reproduções na soma das plataformas, o artista segue consolidando seu nome no mercado.

Conhecido como “Pequeno Urso” e apostando na melancolia, o artista tem origem nas paradas de rima de rap, onde investe em uma das vertentes do estilo que mais crescem no Brasil, o trap. Que segundo ele, é o rap mais comercial.

Em maio de 2021, Folky apresentou sua primeira faixa autoral, “Vivências”, que também remete à sua história de vida, onde canta “À frente do tempo ninguém reconhecia, treinava mais de 5 horas por dia, agora vocês vão ver minha magia”. Assim, a busca pelo reconhecimento dialoga com o trabalho bem construído do artista.

Com dois álbuns lançados anteriormente, “Alone With Everyone” (2022) e “The Life of Bear” (2023), Folky já conquistou um público fiel que aprecia sua música autêntica e reflexiva.

Em “Rei da Melancolia”, Folky se consolida como um dos principais nomes do emo rap nacional, mostrando sua maturidade artística e sua capacidade de expressar seus sentimentos mais profundos de forma poética e musicalmente rica.

Susanne Stersi estreia Mensagem de Despedida, single que antecede primeiro EP de pagode

Susanne Stersi estreia “Mensagem de Despedida”, single que antecede primeiro EP de pagode

Bruna Strait e Marvitto se unem para a collab em ON THE DANCEFLOOR

Bruna Strait e Marvitto se unem para a collab em “ON THE DANCEFLOOR”