Connect with us

Eventos

Festival Deixa A Gira Girar promove nesse Sábado (24) 7 horas de shows musicais ao vivo

Published

on

Rolando desde quarta-feira (21), com transmissões online o Festival Deixa A Gira Girar, reúne diversos aspectos artísticos como música, artes visuais e ocupação da cidade. Nesse Sábado (24), o festival oferece aos internautas mais de 6 horas de apresentações musicais entre artistas locais e nacionais. Com atrações musicais como Budah, Fabriccio e Obinrin, o evento é uma ode às culturas afro-brasileira, cigana e indígena e celebra a ancestralidade brasileira reunindo diversos artistas.

Na parte musical Deixa A Gira Girar une as atrações nacionais Marina Peralta e Obinrin que transitam entre referências profundas da cultura popular – ritmos tradicionais brasileiros, como: maracatu, coco, baião, jongos e caboclinhos – e o resgate dessa mesma vertente, sempre fluindo esse traço em conjunto com a contemporaneidade. A banda traz essa marca: revisitação de ritmos sagrados e ancestrais poeticamente permeados de questões emergentes e atuais junto aos capixabas Budah, Fabriccio, Gabriela Brown, Chorou Bebel e Eloá Eler em sete horas de música brasileira com sonoridades que vão do R&B e Pop ao Reggae. O festival evidencia a riqueza sonora da música autoral brasileira ao apresentar em um mesmo lineup artistas como Marina Peralta e Obinrin ao som de atrações como a cantora Budah, destaque da cena R&B/hip hop presente nos feats recém lançados Dá pra Ser? (Djonga, Budah, Thiago Braga) e Poesia Acústica Ep Acabou (Budah, Azzy, Lourena).

Além das atrações musicais, no festival também ocorrem a Exposição Olope que busca, a partir das obras selecionadas, explorar vínculos identitários e raízes ancestrais brasileiras, com projeção mapeada no Centro de Vitória e lambes espalhados pela cidade, a exposição é um expoente na realização de eventos online com intervenções urbanas realizada fora do eixo RJ-SP. Deia Guandaline, artista visual e selecionada pela Exposição Olope, abre caminhos na vinheta do festival que é guiada pelo seu trabalho “Axé, Saravá e Skate”. Criada para valorizar as religiões de matrizes africanas e evidenciar o protagonismo de mulheres negras no skate, a obra “Axé Saravá Skate” também compõe a exposição Olope por meio de projeção mapeada, no dia 21 a 23 de abril na Av Jeronimo Monteiro de 19h às 22h.

Idealizado pela produtora cultural Lara Toledo, o Festival Deixa a Gira Girar vai fomentar a cena e contribuir para o intercâmbio cultural, artístico e musical diante do período pandêmico. O projeto é uma realização do selo Abre Caminhos com apoio da Lei Aldir Blanc por meio da Secretaria de Cultura do Espírito Santo e da Secretaria Especial da Cultura via Ministério do Turismo por meio do Governo Federal.

E ai gostou? Os shows começam a partir das 15h no youtube do festival, para mais informações @festivaldeixagiragirar

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisement