CIRIO lança “Independência ou Morte” em crítica ao Brasil de Bolsonaro

2 1 scaled
Capa / Crédito: Dinho Lascoski

Às vésperas do dia 07 de setembro, enquanto bolsonaristas celebram a “Independência do Brasil”, o cantor e compositor CIRIO abre mão do patriotismo piegas para lançar a canção de protesto “INDEPENDÊNCIA OU MORTE” em defesa da democracia, evidenciando a sua preocupação com o autoritarismo e o descaso do atual Governo com assuntos vitais como a pandemia do novo coronavírus e o desmatamento da Amazônia.

A melodia, cantada boa parte em coro, lembra ironicamente”jingles políticos” e o acordeon dá um toque de brasilidade para o arranjo. A letra, inicialmente inspirada em “Podres Poderes”, de Caetano Veloso, é repleta de aliterações, marca constante do artista em suas últimas composições. Em “Independência ou Morte”, palavras de protesto misturam-se a uma sonoridade otimista que deposita esperanças no poder de decisão de um povo livre: o voto.

Além do evidente contraponto entre a letra crítica e o leve arranjo, o cantor decidiu colocar mais uma camada de contraste e estranheza em sua obra ao escolher a arte do designer ativista Dinho Lascoski como capa do seu single. Na imagem, o famoso personagem Leatherface, personagem fictício da franquia de filmes “O Massacre da Serra Elétrica” aparece com uma faixa presidencial, ilustrando o poder destrutivo e nocivo das ações do presidente Jair Bolsonaro e seu Governo. “Estava buscando referências visuais para o single e me deparei com a arte do Dinho. Aquilo me pegou logo de cara, primeiro porque sou fã de filmes de terror, segundo porque um assassino em série tem tudo a ver com o modo como estão sendo conduzidas as políticas públicas aqui no Brasil, tanto no enfrentamento da pandemia como no descaso com a população negra, indígena e os mais pobres. A realidade é muito mais assustadora que qualquer filme de terror.”

Em seu canal do YouTube (https://www.youtube.com/ciriotv), o cantor já exercita a sua crítica ao atual governo em sua série Cantadas Crônicas desde o início do ano. Mês a mês estão sendo lançadas retrospectivas em músicas autorais, refletindo sobre os últimos acontecimentos do Brasil, trabalho que já vinha sendo desenvolvido pelo artista, mas de forma anual.

Written by Gustavo Neves

Além de gerenciar o conteúdo do portal, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica com serviços prestados à gravadoras e grandes artistas.

Christina Aguilera

Christina Aguilera fala sobre regravar “Reflection”, parte da trilha sonora do filme “Mulan”

Diarra Sylla

Diarra Sylla confirma que não faz mais parte do Now United