in

Billboard Brasil lança ‘Over 30’ e destaca nomes de pessoas trans que são referência em suas áreas de atuação

Projeto criado pela Lew’LaraTBWA celebra a vida de pessoas trans que venceram as estatísticas da violência e superaram a barreira dos 30 anos

CAPA FINAL scaled e1705093721717 POP CYBER
Capa

Pelo 14º ano consecutivo, o Brasil é o país que mais mata pessoas trans no mundo. Os dados do ‘Dossiê Assassinatos e Violências contra Travestis e Transexuais brasileiras’, realizado pela ANTRA (Associação Nacional de Travestis e Transexuais), revela que a expectativa de vida dessas pessoas é baixa e a maioria das vítimas de violência no país são de jovens entre 18 e 29 anos.

E se para alguns o sucesso chega antes dos 30 anos de idade, para outros, chegar nos 30 é um sucesso. Por isso, a Billboard Brasil, para questionar o destaque dado às personalidades que alcançam fama e dinheiro antes deste período, lança um projeto que dá visibilidade para as pessoas trans e travestis que venceram as estatísticas da violência, superaram a barreira dos 30 anos e se tornaram referência em suas áreas de atuação. Assim, em conjunto com a Lew’LaraTBWA e Mynd, nasce a Over 30, uma edição especial que traz a primeira lista brasileira com as 30 pessoas que são referências em suas áreas de atuação e tem relevância na comunidade e na luta contra a transfobia no Brasil. Para a capa, foram escolhidas: a atriz, cantora e apresentadora Pepita, a cantora goiana Mel Gonçalves e a cantora, compositora, empresária e professora, Raquel.

A Billboard Brasil nasceu para ser uma revista diferenciada, que une entretenimento com conteúdo de qualidade. Aqui, todos os estilos musicais terão voz e suas histórias e lutas serão contadas. Apesar dos dados alarmantes que ainda perseguem a comunidade trans em nosso país, ficamos contentes em poder trazer o projeto OVER 30 para dar luz a 30 pessoas que são destaques em suas profissões e que batalham diariamente para se manterem vivas e terem seus trabalhos reconhecidos pela sociedade”, comenta Fátima Pissarra, CEO da Billboard Brasil.

A seleção dos nomes contou com uma consultoria especializada, que considerou o alcance, a relevância e a representatividade de perfis da comunidade. A lista buscou enfatizar aqueles que não só sobreviveram à violência, mas que amplificaram suas vozes e puderam exaltar seus talentos a ponto de se tornarem referência em suas áreas de atuação.

Entre os 30 nomes escolhidos para a lista estão profissionais de diversas áreas como: Lina Pereira, Lea T, Noah Scheffel, Laerte, Roberta Close, Gabriela Augusto, Nany People, Thammy Miranda, Fernando Lins entre outros. Para conferir a lista OVER 30 na íntegra, acesse o site da Billboard Brasil. A edição impressa da revista já está disponível nas bancas de todo o Brasil.

O projeto Over 30 contempla ainda outras frentes além da revista impressa para, de maneira robusta e consistente, reverberar a celebração da vida de pessoas trans e travestis, como mídia OOH e digital, conteúdo nas redes sociais e ainda um single, co-criado pelas três artistas da capa – Pepita, Mel Gonçalves e Raquel – e pelo produtor musical e compositor Pablo Bispo, que será lançado em todas as plataformas digitais ainda no mês de janeiro.

Esse projeto nasceu de um dado triste e revoltante, mas fizemos questão de transformá-lo na celebração da criatividade e talento dessa comunidade. No mesmo momento em que parte da sociedade comemora o sucesso antes dos 30, nós mostramos que existe vitória em aspectos maiores e mais importantes além da fama e do dinheiro: estar vivo após os 30 anos, fato que é, ainda, uma conquista para a população trans do Brasil. Foi um grande privilégio e uma verdadeira aula trabalhar com pessoas brilhantes como Ariel Nobre, Raquel, Pepita e Mel, e poder, com esses exemplos, incentivar novos talentos trans que celebraremos ano após ano a partir deste”, completa Thiago Lacorte, diretor de criação da Lew’LaraTBWA.

A iniciativa não busca apenas destaque para o tema, mas também oportunidades para a comunidade e mudanças efetivas na sociedade. Por isso, todo o processo de construção do projeto OVER 30 contou com parte da equipe formada por profissionais trans nas áreas de criação, desenvolvimento, reportagem, fotografia, maquiagem, stylist e produção, além de contar com o apoio e consultoria liderada por Ariel Nobre, Diretor Executivo do Observatório da Diversidade na Propaganda. Além disso, 50% do lucro do projeto será revertido para a Casa Neon Cunha, de acolhimento para pessoas trans e vítimas de LGBTfobia.

estrelabet POP CYBER

Uma revisão detalhada das técnicas básicas de análise de apostas esportivas

foto jao tour POP CYBER

SUPERTURNÊ de Jão contará com mega estrutura nos dois dias de Allianz Parque