Connect with us

Séries

Websérie capixaba “Memórias Veleiras” concorre em festival internacional

Julia Diniz

Published

on

Das terras capixabas para o mundo. No último dia 11, o maior festival de webséries do mundo, o Rio Webfest, anunciou a lista de selecionados que concorrem ao evento este ano. Entre eles, se encontra a websérie Memórias Veleiras, fruto de um projeto de extensão de alunos da Universidade Federal do Espirito Santo (UFES). A trama, que aborda problemáticas sociais de extrema importância, concorre na categoria de “Incentivo à Produção Digital Brasileira”.

Advertisements

Inicialmente produzida e gravada em 2018, a websérie, que conta com a direção de Lesley Sabaini, foi inteiramente produzida por alunos da universidade para o “Janela Universitária” – projeto que busca fomentar o desenvolvimento de produções audiovisuais e promover a cultura e a arte na Grande Vitória. “Memórias Veleiras” é a primeira websérie produzida pelo projeto de extensão da universidade e já conquistou espaço no festival.

Advertisements

O Rio Webfest acontece anualmente no Rio de Janeiro e reúne criadores e produções de todos os cantos do mundo. Produzido pela Charlotte Produções e Dendrobates Cultura, o evento oferece 65 prêmios por categoria, incluindo prêmios em dinheiro e oportunidades de apresentação do projeto para produtores da TV e internet. Além disso, os criadores também participam de painéis para falarem sobre os projetos e conferem demais palestras de diferentes temas relacionados com a criação digital.

A produção universitária que conquistou espaço no festival internacional apresenta o potencial da universidade capixaba, na promoção da cultura e contribui na disseminação da representatividade do estado pelo mundo. A equipe técnica da websérie contou com ajuda de estudantes da UFES de diferentes cursos, como cinema e audiovisual, artes plásticas, publicidade e propaganda, música, entre outros.

“O produto é muito importante para valorizar a cultura capixaba, principalmente no que diz respeito ao audiovisual, cinema e teatro. Temos muitos atores que saíram do estado, alguns cineastas que conseguiram alcançar outros centros e países, mas ainda há pouco retorno. Quanto mais projetos alcançarem outros locais, valoriza e mostra que estamos produzindo e que também produzimos arte e cultura, o que é muito importante. A websérie foi toda gravada aqui no Espírito Santo, com cenas em Vila Velha, mostrando o Convento da Penha, cenas na UFES, entre outros bairros da capital”, completa o diretor e produtor Lesley Sabaini.

Advertisements

Elenco e equipe de produção

A indicação ao Rio Webfest 2020 é a primeira da websérie. “O coração está pulando de alegria e acho que quando estivermos mais pertinho do festival, vai pular mais ainda. A gente sonha, mas quando se torna realidade estar em um festival, são outras sensações e algo muito mais intenso. Isso está sendo super legal para nós”, afirma o diretor.

Quem também integra o elenco é a atriz Giovanna Gomes, que interpreta a personagem Fernanda na trama. Giovanna já participou de outras edições do Rio Webfest e desta vez comemora a indicação de “Memórias Veleiras”. “É uma sensação incrível saber que mais um projeto do qual participei é um dos indicados nesta edição do Rio Webfest. É recompensador, tanto pela importância do festival, quanto pela qualidade do conteúdo que é selecionado. É muito gratificante ver mais uma produção daqui indicada e valorizada”, reforça a atriz.

A série trata de questões importantes e relevantes de problemáticas sociais constantemente vividas pela população brasileira. Contextualizando o momento de pandemia em que os casos de violência doméstica aumentaram ainda mais, a trama traz, coincidentemente, a abordagem do assunto, mesmo tendo sido gravada em 2018, quando ainda não se vivia o isolamento social.

“O projeto aborda vários temas importantes e interligados: a questão política do país como pano de fundo, o feminismo, o machismo, o abandono do idoso, a descriminação do deficiente, ou sejam, várias dificuldades estruturais da nossa sociedade. O foco principal se dá com uma abordagem muito sensível e delicada sobre violência doméstica que é uma realidade difícil enfrentada no nosso estado”, completa Giovanna sobre a série.

Memórias Veleiras” conta a história de Flavinha, uma adolescente de 15 anos que se vê em total interesse de investigar o passado da família e descobre acontecimentos relacionados a uma tia durante a Ditadura Militar. Ao mesmo tempo, a adolescente descobre uma série de situações também vividas dentro de casa por  sua mãe Paula, que enfrenta a realidade de um relacionamento abusivo e da violência doméstica.

“Falar deste tema foi um desafio muito grande para mim, principalmente por nunca ter vivido um relacionamento abusivo e por não ser uma mulher. Eu tive a sorte de ter na produção e no elenco muitas mulheres, que me apoiaram bastante. Eu sempre entrava em contato com elas para entender os limites, até onde poderia ser abordado o assunto e de que forma. A Sintia Mara Ott que escreveu o roteiro junto comigo, me ajudou muito neste sentido e não só ela, mas todas as mulheres que participaram do projeto. Ver este tema entrando em um festival como esse é como se o sonho inicial do projeto estivesse se tornando realidade. O sonho de levar este tema para outros lugares, promovendo o debate importante, necessário e, acima de tudo, muito sensível. É um tema muito complexo e que não deve ser abordado de qualquer maneira e acredito que nós conseguimos abordá-lo de uma maneira muito boa neste projeto”, finaliza Lesley.

“Este espaço em um festival do nível e abrangência do Rio Webfest eu entendo tanto como um reconhecimento pelo esforço, quanto um incentivo para a área de audiovisual/cinema/teatro e atuação. Estamos com um nicho de mercado em expansão fora do eixo Rio de Janeiro/São Paulo e percebo que a curadoria do festival está atenta a este movimento que valoriza a nossa cultura e a nossa produção. Eu fico muito feliz quando um dos projetos capixabas é selecionado. Desde que houve a primeira indicação daqui vimos várias outras iniciativas. A galera está começando a acreditar em seus sonhos e buscando viabilizá-los. Existem muitos talentos por aqui que a despeito das dificuldades estão ousando e criando seu espaço de expressão”, pontua Giovanna Gomes.

Giovanna Gomes em cena durante “Memórias Veleiras

De acordo com a organização do festival, o evento acontecerá de forma presencial, mas com algumas restrições e obedecendo  ao distanciamento social. Para os que não se sentirem seguros para participar presencialmente , o evento também acontecerá inteiramente de forma online possibilitando a participação de todos, tanto nos painéis, quanto nas palestras e na premiação.

 

Confira a ficha técnica da websérie:

Elenco: Cecília Minetti, Cynthia Dessaune, Thina Goltara, Giovanna Gomes, Jonatas Jones e Charlyandra Pratti.

Advertisements

Direção Lesley Sabaini

Roteiro: Lesley Sabaini e Sintia Mara

Assistente de Direção: João Roney.

Direção de Produção: Lucas Decoté.

Assistentes de Produção: Gabriela, Hugo Bello

Direção de Fotografia: Amanda Macaro.

Assistentes de Fotografia: Camila Borges, Eduarda Moro, Gabriela Brito.

Som Direto: Hugo Reis. Assistente de Som: Thamyris Escardoa, Ariel Norian

Montagem: Lesley Sabaini & Sintia Mara Ott.

Colorização: Yago de Vargas

Direção de Arte: Bárbara Louzada.

Assistentes de Arte: Gabriel Larrieu, Marceli Rodrigues.

Maquiagem: Marceli Rodrigues.

Preparação de Elenco: Yago de Vargas

Advertisements

Jornalista formada, trabalha na área desde 2017. Possui a própria empresa de assessoria de imprensa e é apaixonada pelo meio artístico e audiovisual. E-mail: [email protected]

Advertisements