Veja como enviar condolências à família real pela morte da rainha Elizabeth II

Governo britânico afirmou que não há livros de condolências físicos disponíveis nas residências reais; mensagens podem ser enviadas em site

Tanto os britânicos enlutados quanto pessoas de todo o mundo solidárias à família real podem enviar mensagens de condolências pela morte da rainha Elizabeth II, que faleceu nesta quinta-feira (8) encerrando o reinado mais longevo do Reino Unido.

O governo britânico divulgou, nesta sexta-feira (9), as orientações oficiais para o período de luto pelo qual o país passará até o funeral da monarca, que morreu aos 96 anos.

Para aqueles que desejam enviar uma mensagem de condolências à família real britânica, foi disponibilizado um formulário no site oficial da realeza, que pode ser acessado neste link.

“Uma seleção de mensagens serão passadas para os membros da Família Real, e podem ser guardadas nos Arquivos da Realeza para posterioridade”, afirma texto no site.

Homenagens presenciais no Reino Unido

Os britânicos também têm o costume de, em momentos como esse, enviar mensagens de condolências em livros físicos para os familiares enlutados.

De acordo com as orientações do governo, embora livros de condolência não estejam disponíveis nas residências da realeza, eles estarão disponíveis em diversas prefeituras e outras localidades pelo país.

“Por favor cheque com sua autoridade local”, orientou o governo britânico.

As orientações ainda explicam que “qualquer organização ou pessoa pode abrir um livro de condolências durante o Período de Luto Nacional”.

“Não existe um formato definido para o livro. A mesa geralmente é uma mesa de cavalete na qual o livro é colocado com uma toalha de mesa branca, um arranjo de flores (lírios ou outras flores brancas) e uma fotografia formal emoldurada de Sua Majestade”, afirma o governo.

Saiba que a Casa Real e o governo não poderão receber livros de condolências”, acrescentou.

Flores em homenagem

Também é costumeiro que os enlutados depositem arranjos de flores em homenagem à pessoa que morreu.

O governo britânico definiu locais específicos para concentrar esse tipo de condolências durante o período no qual o país permanecerá em luto.

Na capital Londres, um memorial de flores será criado no Green Park neste sábado (10) e será o lugar principal para depósito de flores próximo ao Palácio de Buckingham.

Já nos locais de residências reais, como em Windsor, por exemplo, flores podem ser deixadas no Cambridge Gate, perto do centro da cidade.

Em Balmoral, na Escócia, onde Elizabeth II morreu, as flores podem ser deixadas no portão principal do Castelo da família real. Outras localizações podem ser checadas neste link.

“Fazer uma doação para uma das muitas instituições de caridade de Sua Majestade pode ser considerado uma forma de prestar homenagem ao seu extraordinário legado”, concluiu o governo britânico.

Saiba onde será o enterro e velório da rainha Elizabeth II

Conheça a Frills, a agência alemã 360º que apresenta artistas em ascensão