in

Techno, literatura e workshops: conheça a HIFN, nova gravadora e plataforma artística de Wehbba

DJ e produtor radicado na Europa inaugurou o selo com o EP “Nitro” nesta sexta-feira (22)

Techno literatura e workshops conheca a HIFN nova gravadora e plataforma artistica de Wehbba POP CYBER
Foto: Lucas Moreira

Depois de brilhar em gravadoras como MUTE, Drumcode, Kompakt, Exhale e Soma, Wehbba lança nesta sexta-feira, 22, sua própria label, HIFN. O selo, que se propõe a ser uma verdadeira comunidade para artistas e fãs de música eletrônica e arte, chega oficialmente com seu primeiro lançamento, o EP “Nitro”. Ouça aqui!

O disco traz três faixas, “Nitro”, “Frozen” e “Nitro Wordscape”, que foram produzidas a partir de laptop e fones de ouvido — o que é incomum para o DJ e produtor. Trata-se de um belo compilado da fase atual do artista, com um techno dinâmico, frenético e hipnótico, que poderá ser visto de perto em seu retorno ao Brasil no dia 29, onde se apresenta no Surreal Park, e no dia 30 na pista no D-EDGE SP.

“Essas faixas englobam tudo o que está presente nas minhas performances atualmente, e são uma ideia do direcionamento musical do selo logo de cara”, conta.

Com suporte de Carl Cox, Adam Beyer, ANNA, Victor Ruiz e Alex Stein, “Nitro” representa o primeiro passo de um projeto que surge para dar ainda mais vazão à liberdade criativa de Wehbba.

Focando em produções próprias e collabs neste primeiro ano, a HIFN se propõe a ser uma plataforma de intercâmbio de experiências, informação e expressão plural dentro do universo do techno, mesclando as duas expressões artísticas do seu criador: música e literatura.

Para tanto, cada lançamento — com previsão de vir mensalmente — terá uma versão de uma das faixas chamada “Wordscape”, na qual ambiências desenvolvidas a partir de elementos das músicas do EP serão acrescidas de uma obra textual, recitada de diferentes maneiras.

Em “Nitro Wordscape”, uma inteligência artificial treinada com a própria voz de Wehbba recitou um poema escrito por ele, que está diretamente relacionado ao conceito do EP e à subcultura da dance music.

Já no segundo release, previsto para abril, a versão “Wordscape” trará um poema recitado no formato beatbox.

“Posso fazer uma short story, um haiku ou um poema concreto. Haverá vários tipos de expressões escritas e recriadas de diferentes maneiras”, complementa.

Além disso, a cada lançamento da HIFN, Wehbba promete promover workshops gratuitos em diferentes partes do mundo, em que o produtor abrirá o seu projeto e responderá perguntas sobre a obra da vez, além de trocar informações sobre arte em geral e receber artistas convidados para exibições espontâneas.

Assinantes da comunidade poderão participar das programações in loco ou assistir às gravações, que depois serão disponibilizadas exclusivamente a eles.

“Eu trabalhei basicamente por sete anos exclusivamente com a Drumcode, foi muito gratificante, mas sentia uma limitação na quantidade de lançamentos que fazia. Precisava de mais output, mais espaço para me expressar, e no álbum que lancei em 2020 [‘Straight Lines and Sharp Corners’], eu já tinha sentido necessidade de colocar mais a escrita, que voltou pra mim com tudo na pandemia”, explica o artista.

“Fiz uma exposição com uma amiga pintora, onde escrevi poemas para as pinturas dela. Incluí também um poema na capa do meu último álbum, e como eu escrevo bastante, sentia vontade de usar mais isso”, conclui Wehbba, pronto para mostrar ao mundo mais uma obra de arte da cena eletrônica.

Sobre Wehbba

Vasto background de guitarrista, compositor, devoção pela arte em suas variadas formas e um talento indiscutível fazem de Wehbba um dos grandes nomes do techno mundial.

Autor de músicas de impacto, o produtor já assinou em selos como Drumcode (onde permaneceu exclusivo por sete anos), Kompakt, Soma e Mute, e se apresentou em clubes e festivais como Awakenings, Sónar, Tomorrowland, Ultra, fabric, Brooklyn Mirage e Womb — tanto como DJ, quanto no formato live.

Wehbba trabalha regularmente com grandes ícones da música eletrônica em remixes e colaborações, incluindo Martin Gore do Depeche Mode, Laurent Garnier, Kevin Saunderson, Danny Tenaglia, Adam Beyer e Stephan Bodzin.

Inventivo, inquieto e vanguardista, Rodolfo Wehbba parte agora para um novo e importante capítulo de sua prolífica jornada, com a criação da HIFN — sua própria gravadora, que funciona como uma comunidade e mescla suas duas grandes paixões: música e literatura.

Com a eterea e tocante Hechizo She Knows traz o cinema experimental em anuncio de album de estreia POP CYBER

Com a etérea e tocante “Hechizo”, She Knows traz o cinema experimental em anúncio de álbum de estreia

Em plena Miami Music Week Leo Oliver lanca No Closer pela Pyro sub label da Kontor 1 1 POP CYBER

Em plena Miami Music Week, Leo Oliver lança “No Closer” pela Pyro, sub-label da Kontor