Taylor Swift reúne os 30 maiores aprendizados de sua vida para a revista Elle

Taylor Swift já nos deu diversas lições de vida através de suas músicas. No meio das letras de cada faixa de seus álbuns sempre havia algum sábio conselho para os fãs. Com a proximidade da chegada dos 30 anos, que serão celebrados em dezembro de 2019, a cantora revelou 30 coisas que aprendeu para a revista Elle norte-americana.

Capa do mês de março da publicação, Taylor abriu seu coração ao falar sobre como aprendeu a bloquear um pouco do barulho à sua volta. “As redes sociais podem ser ótimas, mas também podem inundar seu cérebro com imagens do que você não é, de como está falhando ou de quem está em um local mais legal do que você em um determinado momento. Uma coisa que eu faço para diminuir esse estranho feixe de laser de insegurança é desativar os comentários“, pontuou.

E continuou: “Eu acho que é saudável para sua autoestima precisar de menos elogios da internet para apaziguá-la, especialmente quando três comentários abaixo podem ser de alguém dizendo que você parece um furão que foi atropelado por um caminhão e costurado por um taxidermista bêbado. Um comentário real que recebi uma vez“. Wow!

Durante seus 29 anos de vida, Taylor também contou que ser “boazinha” já lhe rendeu muitas dores de cabeça. Por isso, aprendeu a hora de atacar. “Ser gentil com todos o tempo todo pode causar muitos problemas. Embora possa ter nascido para ser uma jovem educada, isso pode contribuir para alguns dos piores arrependimentos de sua vida se alguém tirar vantagem dessa característica em você. Cresça uma espinha dorsal, confie em suas entranhas e saiba quando atacar. Seja como uma cobra – só morda se alguém pisar em você“, aconselhou. Vamos anotar aqui, Tay!

A cantora é uma das profissionais mais bem-sucedidas da música. Mesmo assim, Taylor não está isenta de erros e disse que aprendeu a aceitar que vai tentar e falhar, mais de uma vez, e que isso é normal. Parece até óbvio, mas um lembrete é sempre bom. Fora isso, a diva revelou que baniu o drama de sua vida. “Você só tem muito espaço em sua vida e muita energia para dar àqueles que estão nela. Seja perspicaz. Se alguém em sua vida está machucando você, drenando ou causando dor de uma maneira que parece insolúvel, bloquear o número deles não é cruel. É apenas uma configuração simples no seu telefone que elimina o drama se você optar por usá-lo“, deu a dica. Block neles!

A voz de “Delicate” também aprendeu a não deixar que opiniões externas estabelecessem o valor que ela atribui às próprias escolhas e admitiu o quanto isso já a afetou. “Por muito tempo, as opiniões projetadas de estranhos afetaram a maneira como eu via meus relacionamentos. Se foi o consenso geral da internet sobre quem seria o certo para mim, ou o que eles pensavam ser ‘metas de casais’ baseado em uma foto que publiquei no Instagram. Isso não é real. Foi uma lição importante para mim aprender a ter meu próprio sistema de valores do que realmente quero“, revelou.

E as lições preciosas de Taylor não pararam por aí… A cantora aconselhou os leitores da Elle sobre a forma correta de pedir desculpas. Nem sempre é uma tarefa simples, né?! “Desculpar-se quando você machucou alguém que realmente importa para você não tira nada de você. Mesmo que não tenha sido intencional, é tão fácil simplesmente pedir desculpas e seguir em frente. Tente não dizer ‘sinto muito, mas …’ e arranjar desculpas para si mesmo. Aprenda a fazer um pedido sincero de desculpas e você pode evitar quebrar a confiança em suas amizades e relacionamentos“, disse.

Com tantos casos de abusos sendo revelados, Taylor preferiu esclarecer algo que muitos ainda não entendem. “É minha opinião que em casos de agressão sexual, eu acredito na vítima. Avançar é uma coisa angustiante para se passar. Eu sei porque o meu teste de abuso sexual foi uma experiência terrível e desmoralizante. Eu acredito em vítimas porque sei em primeira mão sobre a vergonha e o estigma que vem com levantar a mão e dizer: ‘Isso aconteceu comigo.’ É algo que ninguém escolheria para si. Nós falamos porque temos que fazê-lo, e com medo de que isso aconteça com outra pessoa, se não o fizermos“, relembrou a cantora, em referência ao constrangimento que passou quando um radialista apalpou suas nádegas durante sessão de fotos.

Dona de uma seleção incrível de músicas sobre relacionamentos (e também seus términos cof cof), não poderia faltar uma dica de Taylor sobre os contatinhos. Mas vale pra amizade também! “Em um relacionamento ou amizade real, você está atirando no próprio pé se não contar à outra pessoa como está se sentindo e o que poderia ser feito para corrigi-la. Ninguém é um leitor de mentes. Se alguém realmente te ama, eles querem que você verbalize como se sente. Isso é vida real, não xadrez“. Palmas! Já podemos emoldurar e colocar na parede esse ensinamento!

Naiara Azevedo lança três faixas inéditas do DVD “Naiara Sunrise”

Demi Lovato compartilha mensagem que enviou em particular para Ariana Grande

Back to Top