Pabllo Vittar abre o “Festival do Orgulho Live”

pop cyber purple POP CYBER
(Foto: Pop Cyber)

Pabllo Vittar abriu o Festival do Orgulho Live, que começou às 21h (horário de Brasília). O evento – que também contou com apresentações de Pepita, Aretuza Lovi, Urias e Mateus Carrilho – vai arrecadar doações para ONGs ligadas à causa LGBTQIA+ escolhidas por meio da curadoria da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo.

De sua casa em Uberlândia, Pabllo apresentou os convidados (todos de suas respectivas casas em São Paulo) em uma tela interativa e falou sobre a importância de estar em isolamento social, mas unidos em prol de uma causa.

Nessa primeira parte, Pabllo apresentou “Flash Pose”, “Nêga / Kill This Love”, “Energia”, “I Got It”, “Ele é o tal” e “Ponte Perra”.



Sobre Pabllo Vittar:

Pabllo Vittar começou a ganhar notoriedade em 2015, quando lançou seu primeiro single, “Open Bar”. Desde então, ela tem lançado uma série de sucessos, incluindo “K.O.”, “Corpo Sensual” e “Disk Me”.

Em 2018, ela se apresentou na Parada do Orgulho LGBT+ em Nova York, e em 2019, foi homenageada pela revista Time como uma das líderes da próxima geração.



Além de sua música e carreira artística, Pabllo também é conhecida por sua moda e estilo ousados, que frequentemente apresentam cores vibrantes e estampas ousadas. Ela é um ícone da moda no Brasil e tem sido destaque em várias revistas e publicações de moda internacionais.

No geral, Pabllo Vittar é uma artista talentosa e inspiradora que tem se destacado por sua música, arte e ativismo pelos direitos LGBT+. Sua influência no Brasil e no mundo continua a crescer, e ela é um exemplo importante de representatividade e diversidade na cultura pop.



1 pop cyber purple POP CYBER

Pepita se apresenta no “Festival do Orgulho Live”

1 pop cyber purple POP CYBER

Aretuza Lovi se apresenta no “Festival do Orgulho Live”