Connect with us

Música

Onze:20 lança clipe de “O Problema É Que Cê Sabe” com motivos astrológicos e movimentos de dança contemporânea

Published

on

Após lançar recentemente pela Som Livre a música “O Problema É Que Cê Sabe” – ouça aqui -, a banda Onze:20 disponibilizou em seu canal no YouTube o clipe da faixa nesta terça-feira (21) – assista aqui . A atmosfera suave da música, reforçada por referências astrológicas (A gente é tão diferente / Horóscopo não mente / Eu sou de fogo e você é um furacão) em meio à melodia solar, foi o terreno fértil para a produção do vídeo. Protagonizado pelo vocalista Vitin, que aparece às voltas com a bailarina que interpreta seu interesse romântico, o filme retrata um casal em suas idas e vindas. Além deles, outros três bailarinos encarnam “entidades” que influenciam no relacionamento e nas ações de cada um enquanto executam movimentos de dança contemporânea.

“Temos uma proposta muito lúdica para atender às características astrológicas que aparecem ao longo do videoclipe. O grande desafio sempre é tentar transparecer o conceito de leveza e alto astral que a banda leva para dentro de um vídeo de dois minutos e meio”, conta o diretor Pedro Carcereri sobre a produção. “A concepção do clipe foi feita a partir da letra da música para entender a dualidade do casal, como essas questões típicas de relacionamento de se desentender e depois voltar a ficar tudo bem. Quisemos trabalhar duas questões, tanto a dança, para tornar o movimento uma estética do clipe, quanto a questão das cores. Por isso trabalhamos uma dualidade de cores básicas, o vermelho para o Vitin, porque ele é de fogo, e o azul para a Caroline, que é a atriz principal que representa o ar, o furacão, como diz a letra da música”, explica ele.

A nova faixa possui uma pegada mais pop e, de uma forma bastante leve, fala de um relacionamento onde um lado está mais interessado que o outro. Este single marca um novo momento da banda – que, além de Vitin no vocal, conta com Chris Baumgratz e Fabio Barroso na guitarra, Marlos no baixo, Fábio Mendes na bateria e Athos no teclado -, que é essa liberdade conquistada ao longo de tantos anos de carreira, permitindo essa proximidade com outros gêneros musicais, sem perder a essência que os trouxe até aqui.

O clipe, vale ressaltar, foi gravado em um espaçoso galpão, com equipe reduzida e todos os procedimentos de distanciamento indicados pela OMS. Evitando deslocamentos e aglomerações, pré-produção e ensaios foram feitos previamente, com a direção de movimentos e interpretação encabeçados pelo dançarino Rômulo Vlad, seguido da atriz principal Caroline Gerhein e dos dançarinos Francisco Silva e Vitória Vargas.

Advertisement