Karol Olivieri lança videoclipe focado no protagonismo feminino por meio do autoconhecimento e amor-próprio

Imagem Karol Olivieri 3
Créditos da foto: Renata Lamezi

A cantora e compositora paulistana Karol Olivieri lançou o videoclipe da música “Na Minha”, nome que também é título do seu EP com quatro faixas, produzidas em parceria com o produtor musical Thalles Horovitz e composições assinadas por Ivo Mozart, Roberta Campos e pela própria artista. Com direção de Bruno Kott, as imagens trazem diferentes modelos de casais que retratam alguns relacionamentos saudáveis e gostosos que, para a autora da música, são conquistados por meio da independência e autoconhecimento despertados pelo amor-próprio e pela liberdade que é destacado na canção como importante. Foi depois de alguns relacionamentos, inclusive, que a artista descobriu, que buscava ser feliz através do outro e que, por consequência, se tornava dependente e envolvida em relacionamentos tóxicos e abusivos.

Percebi que durante as minhas relações amorosas aceitei condições de desafeição e me tornei dependente emocionalmente ao crer que eu só ficaria bem se estivesse com alguém”, conta Karol que compartilha sua história na esperança de que outras mulheres se identifiquem e reflitam sobre as escolhas que fazem em suas vidas. “Na canção falo exatamente do momento que decidi ficar ‘Na Minha’, encerrando um ciclo de repetições e aprendendo a ficar só por meio de um processo de autoconhecimento muito profundo que ajudou a me curar e a viver um relacionamento comigo mesma em que me divirto sozinha e me sinto plena”, complementa.

Para Bruno, diretor do clipe, o amor não precisa de alguém para nos completar, amar começa no auto amor, sendo ilustrado ao longo da trama pela personagem de Karol. “Queremos que as mulheres se lembrem que temos o poder de escolher estar ou não com alguém, de escolher o que queremos ou não para nós ao invés de sermos escolhidas. E tudo isso começa a partir do momento que entendemos quem realmente somos”, salienta a cantora que mesmo com todas as feridas, agradece os momentos bons e ruins dos relacionamentos que a trouxeram até o momento atual e geraram aprendizados valiosos.

Essa não é a única música do EP que fala sobre temas relevantes e de histórias da artista. Ao longo de todo projeto criado a partir de um financiamento coletivo em 2018 e que mescla o ritmo dançante do pop com a calma melódica da MPB, Karol se inspira no misticismo da espiritualidade e em sua jornada de autoconhecimento durante a pandemia, além, é claro, de suas experiências amorosas. “Quis gravar canções em que eu pudesse ser contribuição. Essa é a minha missão e, por isso, escolhi músicas que contam algumas experiências que passei e que fazem com que as pessoas se identifiquem, já que compartilhar a nossa história é uma forma de contribuir com outras pessoas que vivem, viveram ou viverão situações semelhantes, fazendo com que se torne mais fácil superá-las”, conta. 

Com mensagens motivadoras, o álbum traz as faixas “A Festa”, “Armadilhas do Amor”, “Campo Magnético” e a canção-título, “Na Minha”, assinada pela própria Karol Olivieri. O trabalho está disponível nas principais plataformas de streaming, como SpotifyDeezer Apple Music e no Youtube.

Dream Theater faz única apresentação em São Paulo

Melodia no olhar: Tuany apresenta novo single “Jabuticaba”