Connect with us

Música

Di Propósito lança “O Jogo Virou”

Published

on

di Propósito scaled
(Foto: Gabriel Ramos Ribeiro)

O projeto “Tudo Di Propósito” tem consolidado o grupo “Di Propósito” no mercado e no cenário do pagode. Na quinta-feira a noite, eles lançaram o Volume 3, que traz as músicas “O Jogo Virou”, que ganhou clipe nesta sexta-feira, e “Paciência Comigo”.

Em “O Jogo Virou”, composição de Rodrigo Oliveira, Cleitinho Persona e Elizeu Henrique, o grupo segue falando de relacionamentos e, dessa vez, é sobre uma pessoa que encerra a relação, mas depois se arrepende, só que já é tarde. Já “Paciência Comigo”, composta por Rodrigo Oliveira e Marco Carvalho, conta sobre um término em que a pessoa ainda está no processo de superar o fim: “Que vai passar eu não duvido / Eu só não sei dizer quando / De uma vez eu não consigo / Aos poucos eu vou te deixando / Que vai passar eu não duvido / Eu só não sei dizer quando / Tem paciência aí comigo / Ainda estou desapegando”, diz a letra.

“Essas duas canções são muito fortes, o grupo todo acredita bastante nelas. ‘O Jogo Virou’ é uma música chiclete, uma música que vem pra ser meme”, conta Kaíque. “Ela é uma faixa bem pra cima, bem bacana, vai mexer com o público e é uma resposta de ‘Manda Áudio’”, completa Pedrinho.

“A música tem até um trocadilho que promete cair na graça da galera. ‘Se a uva passa, imagina você’”, brincam Gegê e Acerola. Já Laycon explica mais sobre a composição: “Todo mundo já passou por isso pelo menos uma vez na vida. Teve uma grande paixão, teve um grande amor e no momento que achava que estava tudo certo, a pessoa fala que não é a hora, que quer liberdade. Mas depois de um tempinho a pessoa manda aquele áudio, pede pra voltar, mas a fila anda, né?”.

Sobre “Paciência Comigo”, Pedrinho comenta, “Ela tem uma pegada mais romântica. Ela vai tocar o coração daqueles que não conseguem desapegar”. Kaíque continua: “É uma música que abrange todos os assuntos de forma carinhosa, de forma amorosa, de forma aconchegante. Ela realmente fala ao coração. Ela te prende a ouvir, te coloca no colo e te faz ficar ali, trazendo lembranças. Ela tem esse poder”.

“Estamos chegando na metade do nosso álbum e eu tenho certeza que esse Volume 3 promete muito. ‘O Jogo Virou’ é uma música pra cima, a galera vai chegar junto e a gente não vê a hora de poder tá cantando nos shows. E ‘Paciência Comigo’ é mais uma romântica, para muitos casais”, finaliza Xandy.

O projeto “Tudo Di Propósito” contará com 13 músicas inéditas. No Volume 1 o grupo disponibilizou as faixas “Na Na Ni Na Não”, que já passou dos 3,3 milhões de plays nas plataformas digitais, e “Convence Ninguém”. Já na segunda edição, apresentou as faixas “Vidente”, que ultrapassa 1,2 milhão de visualizações no vídeo e tem a participação da Japinha Conde, e “De nada Adiantou”. O disco “Tudo Di Propósito” segue a linha romântica do grupo, falando de amor com modernidade. As músicas prometem impulsionar ainda mais o sucesso do DP, que possui mais de 228 milhões de views em seu canal no YouTube, sendo mais de 70 milhões do projeto, “Encontrin”, e mais de 18,6 milhões de execuções com a música “Pesou o Rolê”.

Sobre:

Conhecido nacionalmente pelo hit “Manda Áudio”, que acumula 165 milhões de execuções nas plataformas digitais entre as diferentes versões da música, e que já esteve no Top 50 do Spotify, o DP é formado pelos amigos Kaique (voz), Laycon (voz), Gegê (percussão), Xandy (pandeiro), Pedrinho (tantan), Mateusinho (cavaco) e Acerola (surdo), e nasceu em Guará (DF), em 2009, nas “resenhas de amigos”. Alguns anos depois, o que era motivo de encontros casuais e sempre divertidos, tornou-se um projeto musical, que vem ganhando a cena, com qualidade técnica e vocal que impressiona.

Desde que chegou à Sony Music, em 2020, o grupo lançou outros dois trabalhos. O primeiro deles foi o DVD “O Que Rolar Rolou”, que conta com 20 faixas que mostram as diferentes influências do DP, reforçando como o grupo consegue misturar estilos sem sair do samba/pagode. Com alguns destaques no repertório, a faixa “Para Tudo/Loucura do Seu Coração” figurou entre as 100 músicas mais executadas do Spotify e acumula mais de 41 milhões de execuções nas plataformas digitais. O álbum ainda tem participações de Vitinho, Menos é Mais, Wilian & Marlon e Suel, além de versões de músicas conhecidas do público, de artistas como Ed Motta, Jorge Vercillo, Natiruts, Charlie Brown Jr. e Belo.

Neste ano, o grupo lançou o projeto “Encontrin”, que trouxe 8 faixas pot-pourris, unindo artistas e ritmos e mostrando o quanto o pagode é eclético, com as participações de MC Rogerinho, PK, MC Zaac, Ferrugem, Pixote, Pique Novo e Guga Nandes.

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisement
Advertisement