Daniel Drexler lança “Cruz del Sur”

“Cruz del Sur” é o segundo single do novo álbum do artista Daniel Drexler. A música transmite a mensagem de esperança. A produção musical foi realizada a partir do arranjo vocal e instrumentação minimalista. Na gravação Daniel Drexler e seu produtor tiveram como principais referências o disco “Barchords” da banda canadense Bahamas e os primeiros discos de Elvis Presley, na construção dos arranjos harmônicos das canções.

“O Cruzeiro do Sul é uma constelação de quatro estrelas principais que são visíveis apenas no hemisfério sul. Seguindo a direção do braço mais extenso da cruz é possível localizar no céu noturno o ponto cardeal sul, de modo que desde tempos imemoráveis o Cruzeiro do Sul tem servido de referência espacial para que os navegadores possam encontrar a direção à noite. “Cruz del Sur” é uma música que compus em uma época em que sofria de insônia, em certa medida, a compus para me ajudar a dormir. Ver o Cruzeiro do Sul em uma noite estrelada sempre me dava uma sensação de tranquilidade, talvez comparável ao que sentiam os navegadores antigos quando essas mesmas quatro estrelas lhes indicavam a direção. Além disso, sempre é bom colocar em perspectiva as coisas que nos angustiam e, ao ver a imensidão do céu, as distâncias estelares, a permanência inalterada do Cruzeiro do Sul, apesar de todos os cataclismos que têm atormentado a humanidade, automaticamente relativizo a gravidade do que pode estar acontecendo comigo”, destaca o artista.

A gravação e o arranjo de “Cruz del Sur” foram feitos buscando estar de acordo com a mensagem da música. Para tanto foi escolhido um ritmo lento, pausado, com muito espaço entre os elementos e com um plano principal para as vozes, em particular, para o coro que, como uma “canção de ninar para adultos”, repete de forma mântrica o cantarolar que inicia este novo single.

“Aire”, é o novo álbum de Daniel Drexler. Um trabalho audiovisual que tem como novidade o espaço sonoro que atua como protagonista. A produção artística trabalhou na busca pelo protagonismo dos arranjos das vocês e com o minimalismo instrumental.

The Used lança seu oitavo álbum de estúdio Heartwork

Flavia K estreia clipe de “Janelas Imprevisíveis”