Com sintetizadores analógicos, Amanda Chang estreia Chang Rodrigues no Rock in Rio nesta sexta

Com mais de dez anos de carreira como DJ, a artista está prestes a inaugurar sua fase mais conceitual, baseada em sintetizadores modulares

Nome conhecido e conceituado dentro do cenário eletrônico brasileiro, Amanda Chang está prestes a topar com um dos maiores momentos de seus 14 anos de carreira. No dia 02 de setembro, às 16h, faz a estreia de seu novo projeto, Chang Rodrigues, no New Dance Order — o palco eletrônico do Rock in Rio.

Atração da Tenda Eletrônica do mega festival brasileiro em 2015, a artista retorna mais madura, experiente e artística do que nunca, com a oportunidade de inaugurar oficialmente sua performance live baseada em sintetizadores analógicos modulares.

“Para mim é maravilhoso, uma grande realização. As expectativas de estrear o Chang Rodrigues são as maiores”, conta a carioca radicada em Juiz de Fora/MG, que executa um techno cru e reto, à lá Berlim, com pitadas de ambient, acid, funk e eletrônica experimental.

DJ desde 2009, Amanda foi residente da Privilège Brasil por sete anos, até que, em 2015, conheceu o techno em Berlim e se apaixonou, refinando sua sonoridade. Em 2016, entrou como residente do D-EDGE e fez mais uma viagem que mudaria sua vida: no Amsterdam Dance Event, conheceu o mestre argentino Ernesto Romeo, que apresentou a ela o universo dos sintetizadores modulares — outra paixão arrebatadora e revolucionária.

“Comprei meu primeiro synth e vi que eu poderia criar meus próprios timbres, o que ampliou muito minha criatividade. Eu não me sentia confortável em produzir usando samples no computador. O sintetizador modular expandiu minha mente de uma forma única e abriu possibilidades sonoras infinitas”, continua ela, que trará ao RiR sete peças de hardware: Sistema modular (módulos escolhidos por ela através de diferentes fabricantes de sintetizadores), ARP Sequencer, Arturia MiniBrute 2S, Moog DFAM, Vermona Retroverb, TC Electronic Delay e Digitakt.

“Se você me perguntar, não é nada prático viajar levando todos os equipamentos que tenho, mas é possível montar um setup que cabe na bagagem de mão. Posso ficar sem as roupas, mas não sem os equipamentos!”, brinca.

Depois de anos de estudo com o seu guru argentino, no famoso estúdio La Siesta del Fauno, em Buenos Aires, e de alguns ensaios em lugares como Warung, SESC e o próprio D-EDGE, o lançamento do projeto Chang Rodrigues foi ao mundo no célebre portal britânico FACT Mag em 2021, através de um documentário (assista aqui).

Badi Assad realiza primeiro show da turnê “Ilha” no Sesc Vila Mariana em São Paulo

Laroc Guarujá: Grupo Laroc anuncia novo sunset club no litoral paulista