Coala Festival realiza a sua maior edição com programação histórica, expansão, novidades e surpresas para o público

Coala Festival 2019 Dia 2 200 por Wesley Allen @wesleyallen
Crédito: Wesley Allen

Quando o Coala Festival anunciou a sua retomada presencial, os organizadores avisaram que esta seria “a maior edição da sua história”. Assim que as atrações começaram a ser reveladas, ficou evidente que tal afirmação não era apenas uma maneira de falar, mas, sim, uma meta. Mais passos foram dados nesse sentido para tornar o Coala 2022, de fato, grandioso. Pela primeira vez, por exemplo, o evento será realizado ao longo de três dias. Outra novidade que torna o evento superlativo é a creditada a uma expansão geográfica, estreando uma pista de música eletrônica com o olhar coalático. Marcado para os dias 16, 17 e 18 de setembro, no Memorial da América Latina, em São Paulo, o Coala Festival 2022 mantém a sua essência e as características que fizeram dele referência e o principal festival de música brasileira do país. O evento chega a sua oitava edição como uma marca de música consolidada e que fica ativa ao longo dos 365 dias do ano por meio de lançamentos, shows e direções criativas que geram efeito e afeto para além dos muros do festival físico e do meio do entretenimento.

Ao longo de sua programação, o Coala Festival leva ao palco artistas importantes da música brasileira – são nomes icônicos contemporâneos, de vanguarda, e também tradicionais. O evento costura os shows com DJ sets de artistas que preenchem o ambiente com brasilidade. No dia 16 de setembro, sexta-feira, o line-up lista Djavan, Mayra Andrade, Gilberto Gil, Liniker e Tasha & Tracie. Em 17 de setembro (sábado), sobem ao palco do Coala Festival: Gal Costa (com a participação de Tim Bernardes e Rubel), Alceu Valença, Ana Frango Elétrico, Bala Desejo, BK’ e Rachel Reis. E, no dia 18 de setembro (domingo), se apresentam Maria Bethânia, Rodrigo Amarante, Black Alien, Marina Sena, Nego Bala e Chico Chico com Juliana Linhares.

“As últimas 3 edições do Coala, em 2017, 2018 e 2019, deram sold out, o que é um sinal do potencial de expansão do festival. Estamos em um hiato de 2 anos devido à pandemia, então nada mais justo do que uma expansão do evento em número de dias e também em área ocupada no Memorial da América Latina”, comenta Gabriel Andrade, curador e sócio-fundador do Coala Festival.

Gabriel Andrade se refere ao novo espaço que o Coala Festival passa a ocupar no Memorial da América Latina a partir deste ano. Do outro lado da passarela, o evento prepara uma praça de alimentação, além de uma pista de música eletrônica que inova no quesito de experiência do público.

Outra novidade para a edição de retomada do Coala Festival é o lançamento da Coala.Supply, marca de roupas vinculada ao evento. Essa estreia acontece com a chegada de 10 peças, entre camisetas, moletons, chapéu bucket, entre outros. “Colocar um pé no mundo da moda com o Coala sempre foi um desejo. Acreditamos que é um universo que tem sinergia com a nossa marca. E, para isso, a ideia foi olhar para os produtos não como merchandising tradicional, mas como uma semente de algo que queremos que se torne, de fato, um novo braço da empresa a longo prazo”, comenta Christiano Vellutini, sócio e diretor criativo do Coala Festival. “A nossa ambição é que,  com o tempo, as pessoas fiquem tão curiosas para conhecer o line-up do festival quanto para saber como vai ser a coleção do Coala.Supply da edição. Também queremos extrapolar os limites do festival e fazer com que o Coala.Supply seja uma marca always-on”, ele completa.

Neste ano, o Coala Festival bate o recorde de patrocínios e parcerias, se tornando um dos festivais mais atrativos para as marcas trabalharem sua relação com a audiência de forma criativa e assertiva. “Sempre soubemos do potencial do Coala Festival para apresentar artistas, fazer encontros e jogar luz na música brasileira. A sua grandeza foi sendo reafirmada a cada uma de suas edições e, sem dúvida, o apoio dos nossos patrocinadores e parceiros foi essencial para essa construção, que fez com que chegássemos em 2022 com a maior edição da nossa história”, afirma Thiago Custódio, sócio e head de parcerias do festival. “Neste ano, temos entre os nossos novos patrocinadores o Itaú, que, pela primeira vez, chega para fortalecer a música brasileira e apresentar mais um dia de festival”, ele complementa.

Durante o período de pandemia, o Coala se aproximou de novos públicos e conquistou territórios com a sua edição virtual, que somou 660.000 espectadores. O grandioso retorno presencial, no Memorial da América Latina, mantém essa audiência cativa com a transmissão de todos os shows que passarão pelo palco do Coala 2022. A exibição será feita no canal oficial do Coala Festival no YouTube e, além das apresentações, as pessoas poderão sentir o clima coalático à distância e acompanhar entrevistas com as atrações nos bastidores. A transmissão será conduzida por Leo Madeira e Gi Groff.

Para reforçar a ideia de que esta será a maior edição da sua história, o Coala espalha o seu clima pela capital paulista antes mesmo do final de semana chegar. O evento programa shows por casas de São Paulo, como Mayra Andrade e Rodrigo Amarante, no dia 14 de setembro, na Audio. Saiba mais sobre a programação paralela aqui.

O Coala Festival tem patrocínio de Itaú, Amstel, Chás Leão; Spotify é o player oficial; há parceria de Natura Musical; apoio de Jameson, Motorola Edge, Levi’s, 51 ICE e Red Bull; rádio Eldorado 107,3FM e eletromídia são media partners; e, MaxMilhas é parceiro de viagem oficial.

Confira os horários do Coala Festival 2022:

16 de setembro (sexta-feira)

14h: abertura dos portões
14h: Gustavo Treze
14h40: Tasha & Tracie
15h20: Eunãotodoido
15h55: Liniker
16h45: Peroli
17h20: Gilberto Gil
18h20: Deekapz
18h55: Mayra Andrade
19h50: KL Jay
20h25: Djavan


17 de setembro (sábado)

11h: abertura dos portões e DJ set da curadoria
13h: Vitória Nicolau
13h30: Rachel Reis
14h10: Odara Kadiegi
14h45: Ana Frango Elétrico
15h25: DJ Tudo
16h: Alceu Valença
17h: BRIME
17h35: BK’
18h20: Ubunto
18h55: Bala Desejo
19h50: Tata Ogan
20h25: Gal Costa part. Rubel e Tim Bernardes

18 de setembro (domingo)

11h: abertura dos portões e DJ set da curadoria
12h30: Liz Tibau
13h315: Chico Chico e Juliana Linhares
14h00: Miria Alves
14h35: Nego Bala
15h20: DJ Diaz
15h55: Marina Sena
17h20: Rodrigo Amarante
18h10: Cinara
18h45: Black Alien
19h40: Discopédia
20h25: Maria Bethânia

 

Murilo Huff se junta as brabas Day e Lara no single “É Diferente”

BET Hip Hop Awards 2022

BET Hip Hop Awards 2022: Confira os indicados ao prêmio