Connect with us
[the_ad id="42828"]

Música

As Baías lançam “Onça / Docilmente Selvagem” ao lado de Linn da Quebrada

Avatar

Published

on

Raquel Virgínia, Assucena Assucena e Rafael Acerbi divulgam mais um lançamento do novo álbum audiovisual, dirigido por Gringo Cardia e Jackson Tinoco, e, produzido por Daniel Ganjaman. A colaboração da vez é com a cantora e compositora Linn da Quebrada em “Onça / Docilmente Selvagem”. A música de resiliência, força e promove o encontro de 3 grandes artistas trans em um único lançamento.

Advertisements

Além da música, as cantoras gravaram um clipe no Rio de Janeiro, respeitando todas as orientações dos Órgãos de Saúde. Com viés e requinte de moda, o roteiro da produção é todo monocromático em preto e branco, deixando uma melodia doce perpetuar em cada cena.  “Onça / Docilmente Selvagem” não mostra sua força em cores, mas nas palavras da música e no gesto histórico que ela pretende angariar consigo.

Advertisements

Muito fieis à sua essência e à comunidade LGBTQIA+ que representam, As Baías traz nessa nova faixa reflexões sobre preconceito, luta por espaços e pelo reconhecimento trans. Com o objetivo de elucidar que tal comunidade não deve e não pode ser apenas conhecida por seus algoritmos  tristes e violentos, o trio quer virar a chave e mostrar que as trans estão sim no poder, elas brilham e podem tudo!

Como? Promovendo um verdadeiro mutirão nas redes sociais – com foco no Twitter principalmente – tendo a missão de fazer a música ser ouvida, assim que disponível, 100 mil vezes em 24h no Spotify Brasil (das 21h do dia 19 para às 21h do dia 20). Cada pessoa pode ouvir a canção até 10 vezes dentro da plataforma.

Advertisements
Advertisements

Caso isso ocorra, a banda irá figurar dentro do TOP 200 do Spotify. Tal feito marcará pela primeira vez a entrada de 3 mulheres trans juntas dentro do chart das mais ouvidas e fará história. Para esse feito, a banda conta com o apoio da comunidade trans e de diferentes personalidades, entidades e páginas da web ligadas à luta LGBTQIA+ hoje no Brasil.

Além de falar sobre a luta trans, As Baías escolheram o dia 19 para lançamento por conta da proximidade da data com o “Dia da Consciência Negra”, 20. Tal data que muitas vezes exclui da pauta as mulheres trans negras e isso não pode acontecer.

É importante destacar que as normas de saúde na Audio foram respeitadas, todas as pessoas foram testadas previamente e cumpriram os cuidados de higiene necessários.

O novo álbum das Baías teve start em outubro com “Você é do Mal” em feat com Cleo, seguiu em Kell Smith, na romântica “Muito, eu te amo” e agora vem com Linn da Quebrada em “Onça / Docilmente Selvagem”. Mas, não para por aí, outros lançamentos ainda serão divulgados, compilando a coletânea nas plataformas musicais.

 

Advertisements

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisements