Amanda Coronha comenta lançamentos de 2022 e adianta novidades sobre novo álbum

jkjkjj
Foto: Divulgação/Lavi Comunicação

A cantora e compositora Amanda Coronha encerra 2022 estabelecida como um dos maiores destaques da nova cena musical brasileira. A artista, que começou sua carreira em 2011, postando vídeos e covers de músicas famosas no YouTube e desde lá tem milhares de fãs que a seguem, foi revelada para o grande público em 2020 no programa The Voice Brasil, onde foi uma das finalistas. Este novo ano foi marcado por diversos trabalhos autorais lançados pela Ternário Records, gravadora com sede no Rio de Janeiro que hoje cuida de sua carreira. 

Além dos lançamentos musicais, 2022 também trouxe uma série de shows, em que Amanda pode conhecer e reencontrar fãs, além de conquistar novos públicos por onde passou. Em abril, ela se apresentou pela primeira vez em São Paulo na conceituada casa de shows Bona, com ingressos esgotados, e desde então, retornou algumas vezes à capital paulista.

“É difícil escolher o momento favorito da minha carreira este ano porque todos foram tão esperados por mim, pensados com tanto carinho, todo o conceito, as letras, os clipes”, conta Amanda. “A faixa ‘Amores Paradoxais’ (lançada em fevereiro) tem um espaço grande no meu coração porque escrevi em 2020 com duas grandes amigas, Lary e Dea Diell, e ficou na gaveta e em um vídeo do Instagram rendendo comentários e compartilhamentos por dois anos… lançá-la foi uma realização e a sensação de que estava no caminho certo”, ela completa.

Uma das favoritas dos fãs da artista, “Amores Paradoxais” ganhou muito destaque nos apps de música e inclusive ficou nove meses em destaque na playlist editorial “R & B Brasil”, do Spotify, onde atualmente é uma das mais ouvidas da carreira solo autoral da artista.

“Depois dessa faixa, os singles ‘Tara’ e ‘Chaturanga’, foram o início do projeto mais importante da minha vida atualmente, que é o meu disco. Dois sons diferentes e totalmente complementares que despertam muita sensualidade, poder pessoal e amor próprio, principalmente nas mulheres”, Amanda explica. 

O álbum “Divino”, que será o primeiro da carreira da artista, está totalmente alinhado com a busca de Amanda pelo autoconhecimento e é uma das novidades que ela já prepara para o próximo ano. “Tara” e “Chaturanga”, faixas que chegaram evidenciando o timbre de voz único da artista carioca e trazendo uma sensualidade ímpar, farão parte da obra. “Esse lançamento vai tomar conta desse ano de 2023 e já consigo sentir toda a emoção, responsabilidade e alegria que vão ser desencadeados nesse processo. Eu e minha equipe estamos trabalhando a todo vapor pra fazer esse sonho se realizar da forma mais bonita e verdadeira possível”, ela antecipa. 

A artista conta que a música “Chaturanga” é uma das mais representativas e importantes do trabalho. “É muito valioso pra mim usar minha voz pra falar de coisas que acredito serem boas para absolutamente qualquer pessoa. Eu e meus parceiros de composição trouxemos nessa faixa palavras e sensações que espero trazerem curiosidade e atenção de quem ouvir”, finaliza.

PlayStation dualsense edge

PlayStation revela detalhes e configurações do controle DualSense Edge

Nic Dias e1671571251275

Nic Dias tem presença marcante no PSICA 2022