A Influência do funk na moda: marca se torna referência entre as funkeiras

O estilo das funkeiras conquistou a preferência dos jovens, looks sexys e que chamam atenção não podem faltar no guarda-roupa. A Nathalia Freitas, estilista e empresária que faz sucesso há mais de 10 anos com a moda Piriguete, conta que as meninas gostam muito de usar roupas curtas, justas, decotadas, com muito brilho, mas sem abrir mão do conforto.

Essa mistura do glamour com o conforto é primordial no estilo funkeira, temos que fazer um verdadeiro milagre e usar muita criatividade colocando tudo o que elas desejam em tão pouco tecido (risos), o short curtinho e coladinho com o cropped é a dupla perfeita”, completa Nathalia.

Hoje, o funk é o segundo estilo mais escutado em todo o Brasil, ele não só influencia a moda, mas os jovens em si, podemos considerar como uma nova tribo. “Antigamente nomeavam como peruas, depois piriguetes e agora funkeiras, vão mudando as classificações, mas os estilos são muito próximos uns dos outros.

Para os bailes, as peças devem sempre chamar muita atenção, e serem chiques, sexys, não deixando o conforto de lado, mesmo com vestidinho, tem o short em baixo para dar mais conforto. Além disso, elas sempre usam algo confortável nos pés. O cropped é a peça favorita delas, e não pode jamais faltar no armário de uma funkeira.

A marca aposta em parcerias com MCs e influenciadoras, como Danny, Pocahontas, Mirella, Drika, Bella, Tati Zaqui, Melody, Dani Russo, Ruivinha de Marte, Deolane entre outras que costumam usar modelitos da sua marca nos editoriais, clipes de funk, aniversários e eventos.

“Contrariando muitos que acreditavam que essa seria uma moda passageira, aqui estou eu para mostrar que essa moda veio para ficar.”

Lorena Queiroz faz festa com temática retrô

Bianca comemora primeira turnê de carnaval: “Quanta alegria!”