Conecte-se conosco

Geek

Zé Tedesco canta Nova MPB no quinto episódio do ‘Colibri! Apresenta’

Publicado

em

ZE TEDESCO scaled
Crédito: Carlos Eduardo

Com mais de 120 canções compostas, o artista mariliense Zé Tedesco é o músico escolhido para representar o quinto episódio da websérie “Colibri! Apresenta”, idealizada pelos produtores da Colibri!, Victor Machado (el escama) e Ian Bondezan Gigliotti. O musicista apresenta três músicas inéditas: “Sussurro”, “Ato de Poesia” e “Toque de Midas”. O material faz parte de uma série de sete episódios de música e bate-papo sobre os caminhos da composição, e vai ao ar na próxima quarta-feira (15), às 19h, no canal do YouTube da produtora.

Exibido em episódios de 23 minutos toda quarta-feira, até 29 de dezembro, o projeto é um cuidadoso trabalho de curadoria musical com artistas da cidade de Marília, interior de São Paulo, que estão começando a se apresentar para o mercado. Além de Zé Tedesco, Juliana Máximo, Eduardo Pavloski, Lua Costa e Klaf já participaram do projeto nos primeiros episódios que podem ser conferidos no canal. Apresentam-se nas próximas semanas Lari Franco e Caio Altafim. 

Apesar de não ter sido a primeira experiência de gravação autoral, Zé Tedesco, que está na cena desde 2019, acredita na importância e relevância do projeto. “Dá contexto e reúne uma moçada que corre atrás de fazer cultura, o que é muito difícil hoje em dia”, afirma o músico. “Além de tudo, tem a entrevista, que serve para mostrar nosso lado humano, nossos pensamentos, manias e vícios de linguagem. Acho que esse tipo de coisa, que costumamos chamar de defeitos, é o que nos aproxima e conecta como seres humanos”, complementa.

Autor dos singles “Bicho Solto”, “Esculturas de Nuvens”, “O Escultor”, “O Inverno Está Chegando”, “Papel de Bobo” e o mais atual lançamento, “O Samba da Sombra”, o artista independente produz e edita suas músicas dentro do seu próprio quarto. “Tenho um home studio, que prefiro chamar de atelier musical, onde estou gravando e editando um álbum autoral inédito que deve sair em 2022”, conta Zé. 

MALABARISTA DE CORDAS

Influenciado pelo tropicalismo de Gil e Caetano, o baião de Dominguinhos e Luiz Gonzaga, o regionalismo de Belchior e Alceu Valença, além do samba de Cartola e Paulinho da Viola, o rock de Raul Seixas e Rita Lee, e de ritmos caipiras antigos e ritmos latinos, Zé Tedesco apresenta toda sua versatilidade no quinto de sete episódios da websérie. “Me vejo como um poeta que canta, com essas influências musicais na bagagem. Ou, mais especificamente, como um malabarista de cordas e versos”, finaliza.

Para ampliar o alcance dos artistas, além da participação na websérie, as faixas executadas no programa também ganharão tratamento especial, preparando-as para lançamento nas diversas plataformas de streaming, em um EP de três a cinco músicas.

‘DOCUMENTO ÚNICO’

O produtor Victor Machado, que também apresenta os episódios da websérie contemplada pelo edital PROAC Expresso LAB nº 39/2020, conta que a curadoria foi feita antes mesmo deles pensarem na websérie. “Ela vem do nosso interesse quase obsessivo por música fresca e gente nova colocando a cara para bater no meio musical”, afirma. “Detectamos a cena musical em Marília e ela estava repleta de jovens compositores muito promissores. Queríamos, de alguma maneira, auxiliar esse pessoal nos primeiros passos de sua carreira, até mesmo em questões menos afetuosas e burocráticas”, completa. Os episódios foram gravados seguindo todos os protocolos de segurança da Covid-19, no Cabana Studio Art, localizado em Oscar Bressane, próximo a Marília.

Com o roteiro que destrincha o ofício da composição, cada convidado terá a oportunidade de falar sobre sua carreira e processos, além de executar as próprias criações em versões intimistas. Para Ian Gigliotti, isso possibilita uma infinidade de respostas diferentes, fazendo de cada programa da série um documento único, fotografando autor, obra e conceitos de forma crua, honesta e apaixonante. “Cada compositor é um universo. De referências, estímulos, histórias, cores e sabores para serem apreciados. Queremos dar essa chance a eles mostrarem a sua voz, transformando promessas em realidades”, finaliza o coordenador da produção.