Connect with us

Música

Xand Avião arrocha L200 Triton e levanta poeira no Sertões

Published

on

01
(Foto: Divulgação)

O Sertões ganhou o ritmo do forró com Xand Avião. No ano em que o Rio Grande do Norte recebeu a largada da 29ª edição do maior rally das Américas, ninguém melhor do que um filho da terra para levar a alegria e o carisma do povo potiguar ao Sertões.

Um dos maiores expoentes da música brasileira “arrochou” a Mitsubishi L200 Triton na 3ª. e 4ª. etapas da competição, de Araripina (PE) até São Raimundo Nonato (PI).

Foi com a cara e a coragem e adorou essa experiência única. “O nordestino mata a cobra com a faca, então, como que eu vou ficar nervoso com um carrão desse?”, brincou o cantor, referindo-se a Mitsubishi L200 Triton Sport R que pilotou. “O motor da picape é muito potente. Você pisa no acelerador e a resposta é rápida, a caçamba dá uma ‘rabiada’; logo peguei o jeito. Foram mais de duas horas de prova e perdi 1.500 calorias, melhor que uma academia”, comparou.

Para obter um bom desempenho, Xand contou com o experiente navegador Marcos Painsten. “É de suma importância as orientações que o navegador passa durante a prova. Ele foi fundamental para proporcionar uma experiência marcante, indicando onde podia ir mais rápido, onde ter mais cautela. Eu sabia que ia gostar, mas eu amei”, salientou o potiguar, reforçando a paixão que sente por adrenalina e velocidade.

Como foi a participação especial de Xand Avião?

O cantor de forró viveu a experiência do Sertões na 3ª. e 4ª. etapas, dias 16 e 17 de agosto. Ele fez o percurso entre as cidades de Araripina (PE) e São Raimundo (PI), num total de 415 quilômetros. Depois fez o circuito em “laço” de 321 quilômetros, na cidade de São Raimundo Nonato, que passou pelo Parque Nacional da Serra da Capivara.

Xand acelerou em uma das etapas mais técnicas desta edição – a quarta, nomeada de Laço do Vaqueiro –, segundo a organização do Sertões. “Havia muitas pedras pelo caminho, e até um pequeno trecho de trial, com pedras grandes. Deu para pisar fundo no acelerador e sentir a adrenalina da alta velocidade”, disse ele, destacando a união e o espírito esportivo de toda a organização do evento.

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisement