Categories: Séries

Websérie “Quarentenados” traz homenagem ao cinema em novo episódio

Dando continuidade à websérie, o terceiro episódio de “Quarentenados”, websérie produzida pela Good Times Produções, homenageou a Sétima Arte: o cinema. Estrelado por Rapha Harley, Juliana Louven e Luciana Rocha, “Gus, Elza e Samea: O Show Tem Que Continuar”, lançado ontem (10), aborda também a situação do desemprego e das demissões que estão aumentando desde o início da pandemia e assustando muitas pessoas.

Roteirizada e idealizada por Kássia de Paula, “Quarentenados” retrata em todos os seus 11 episódios cenários das diferentes realidades do período de isolamento social. Em meio à surpresa de Gus após ser demitido, o trisal formado por ele, Elza e Samea, recriam cenas de grandes clássicos do cinema como “Titanic”, “O Rei Leão”, “Meninas Malvadas”, entre outros, de forma muito divertida e original.

“A experiência de recriar os clássicos foi muito maneira, ainda mais ao lado da Ju e da Lu! Vivemos um momento de nostalgia muito bom, parecia que tínhamos 9/10 anos de novo. Foi uma responsa, mas muito maneiro. E o que eu mais curti fazer foi ser o vento de Titanic. Nunca fiz uma atuação tão natural (risos)”, conta Rapha. “Recriar as cenas foi extremamente exaustivo, mas sem sombra de dúvidas é a cereja do bolo do episódio. Algumas obras fomos nós que indicamos, mas a maioria foi ideia da Kássia”, completa Juliana.

A atriz Luciana Rocha, que dá vida à personagem Elza na trama, conta como foi receber o roteiro e imaginar a reprodução das cenas. “Quando a Kássia me passou o roteiro, de primeira tentei adaptar todas as ideias dela ao que eu tinha dentro de casa e o que poderíamos usar para as cenas. Foi muito divertido, porque eu adoro criar, é um estímulo pra mim. Eu adorei Meninas Malvadas (risos). E O Iluminado nós terminamos de gravar já com o sol raiando”, diz a atriz.

Gravando em quarentena, os três atores enfrentaram algumas limitações para a produção do episódio, mas ainda assim conseguiram se divertir ao gravar, o que fica nítido no resultado final. Eles também contaram com alguns amigos para que o episódio ficasse como idealizado. Segundo a Juliana, que interpreta a Samea, apesar de terem sido muito desafiados, ela não conseguiria definir a parte mais divertida de estar em “Quarentenados”.

“O Raphael e a Luciana estão na minha vida há muitos anos e são umas das pessoas mais engraçadas que eu conheço, é difícil até concentrar! A gente se produziu, um maquiando o outro, Luciana fez os figurinos, Raphael faz o áudio de toda websérie, eu cantei na trilha… Nos envolvemos tanto nesse projeto que é quase impossível definir a melhor parte. Parece que nem é trabalho”, diz a atriz.

O roteiro escrito por Kássia, parece ainda ter caído como uma luva para os artistas quando receberam o convite. “O que eu acho incrível dos roteiros da Kássia é que ela sempre pensa em elementos da vida do ator para construir um personagem. Fiquei desempregada em janeiro do estágio em biblioteconomia (minha graduação), Raphael é músico, vive de show, e Luciana é tatuadora e por respeitar as recomendações da OMS não tatuou no período em que o isolamento estava mais restrito. Então, acredito que todos nós nos identificamos com o tema do nosso episódio”, conta Juliana.

“Foi exatamente o que aconteceu comigo, só que em outra área. Tive muita empatia com o personagem e facilidade de entender o que ele estava passando. Muitas pessoas acham que isso não acontece, mas tem sido a realidade de muita gente. Achei incrível a ideia da Kássia de abordar esse tema nesse momento crítico da humanidade. Tem que ser dito, tem que ser mostrado”, conclui Rapha.

O processo de identificação dos atores com os episódios torna a história ainda mais realista. Além disso, por viverem o dia a dia juntos, a sintonia em cena ficou ainda maior. “Acredito que cada um de nós se identificou com o personagem e deu um pouco de si e da sua realidade atual pra chegar ao desenvolvimento final. Como já estávamos morando juntos e eu já era amiga da Juliana há muitos anos e me encantei pelo carisma e pela pessoa maravilhosa que é o Raphael, foi muito fácil de estar conectado na hora da gravação. Tudo fluiu tão naturalmente, até as palhaçadas que já fazíamos em casa”, completa Luciana.

Como dito pelo ator, o episódio retrata uma realidade muito séria e que precisa de atenção, ainda mais no meio artístico, em que artistas precisam sempre estar lutando pelo mínimo de reconhecimento, seja durante a pandemia ou fora dela. Sendo assim, é ainda mais importante valorizar trabalhos como “Quarentenados”, feitos de forma independente, mas com muito amor pela arte.

Todos os três episódios da websérie que já foram lançados, estão disponíveis no youtube da Good Times Produções e ainda tem muito mais para vir por aí. Confira o episódio:

Julia Diniz

Jornalista formada, trabalha na área desde 2017. Possui a própria empresa de assessoria de imprensa e é apaixonada pelo meio artístico e audiovisual. E-mail: contato@portalpopcyber.com

PUBLICIDADE