Connect with us

Música

Taylor Swift fala sobre a regravação do “Fearless” e curiosidades sobre a nova versão de “Love Story”

Avatar

Published

on

taylor swift fearless cover scaled e1613095661336
Foto: Divulgação

Taylor Swift lançou nesta sexta-feira (12/2) a regravação de “Love Story (Taylor’s Version)“, antes de seu álbum totalmente regravado ‘Fearless‘ que será lançada dia 9 de abril – com seis canções inéditas. Em publicação no Instagram, Taylor revelou a capa do álbum e falou sobre o processo de revisitar a obra.

Por que o Fearless primeiro?

“Decidir qual álbum regravar primeiro foi muito fácil pra mim. Eu sempre me senti atraída pelo Fearless, porque acho que foi um álbum de verdadeiro amadurecimento e eu olho para trás, para aquele álbum, e eu apenas fico cheia de orgulho. Foi um álbum sobre esperança, lições aprendidas e a efervescência da adolescência, tudo isso, então nada mais divertido do que voltar e explorar isso. E eu acho que tentei mantê-lo o mais próximo possível do original, as músicas extras que coloquei são músicas que eu acho que acrescentam uma visão do que o álbum quase foi, porque toda vez que você faz um álbum você deixa algumas músicas de fora e eu acho que é muito legal que os fãs tenham uma visão completa desta vez”.

Por que colocar faixas extras?

“Estou muito animada para que as pessoas ouçam essas seis faixas extras, nunca ouvidas antes, da minha versão do Fearless. Essas são músicas que estou chamando de “músicas do cofre” e as chamei assim porque há músicas que escrevi ao longo da minha carreira que eram destinadas a certos álbuns, mas acabaram não fazendo parte da tracklist por razões que, para mim, realmente não importam agora. Tipo, eu tomaria decisões baseadas em tipo, oh, há muitas músicas de término nesse álbum, não posso colocar essa aqui também, há muitas músicas lentas nesse álbum, eu não posso colocar essa também e sabe, eu acho que a seleção para um álbum é muito importante, mas ao mesmo tempo é muito divertido voltar agora e mostrar aos fãs a imagem completa do que eu havia criado naquela época da minha vida”.

História divertida sobre fazer a música:

“Uma coisa divertida sobre regravar Love Story é que eu realmente queria que minha banda de turnê tivesse a chance de tocar nessa versão porque eles passaram muitos anos tocando essa música repetidamente. Então foi muito importante para mim ter minha banda, que esteve em turnê e dividiu o palco comigo por tantos anos tocando esse disco. Mas também temos Jonathan Yadkin, o violinista original, temos Caitlin Evanson, vocalista de apoio original, e acho que é realmente muito bom que seja uma combinação da original com pessoas que suaram nos palcos comigo por mais de uma década tocando esse álbum”.

História por trás de Love Story:

“Love Story é uma música que escrevi quando tinha 17 anos e acho que envolveu alguma angústia adolescente. Acho que fiquei brava com meus pais por não me deixarem ir em um encontro ou algo do tipo e também foi um bom exemplo da romântica incurável que eu era e ainda sou. Realmente amei a história de Romeu e Julieta, exceto pelo final, porque isso foi muito devastador para eu processar, então mudei o final da música. Me sinto tão honrada desde então pelo fato de que as pessoas celebraram tanto essa música, eu me sinto muito sortuda que as pessoas reagiram a ela da maneira que fizeram e que continuam [reagindo]”.

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisement