in

Sustentabilidade é um dos fortes pilares do Réveillon Carneiros

Evento segue plano rigorosamente elaborado para cuidar do meio ambiente, respeitar o ecossistema e incentivar a transformação dos modos de vida da comunidade de Tamandaré (PE)

Sustentabilidade e um dos fortes pilares do Reveillon Carneiros e1703252154817 POP CYBER
(Foto: E-Music Relations)

O Nordeste do Brasil vem se tornando um destino cada vez mais procurado para celebração da passagem de ano, e não apenas por brasileiros, mas por pessoas do mundo todo que buscam aproveitar este momento em praias paradisíacas com festas impecáveis. Entre os requisitos de escolha do local estão as belas paisagens e a qualidade da entrega e da experiência oferecida, porém o que muitos não observam é o grande impacto que isso pode causar nas comunidades locais. Ciente do seu dever e dedicado à transformação de todos ao seu redor, o Réveillon Carneiros trabalha pela melhoria de Tamandaré (PE), sua base local, apoiado em diversas iniciativas.

Por trás da linda cenografia e estrutura, além de diversos serviços de bem-estar para o público, existe um plano gigantesco para garantir a inclusão da pequena região de Tamandaré em diversas iniciativas, como, por exemplo, oferecer empregos aos moradores locais e fomentar projetos de geração de renda. Há um planejamento de sustentabilidade não apenas implementado durante os dias que ocorrem as festas, mas ao longo de todo o ano.

E por falar nisso, o Réveillon Carneiros vem trazendo melhorias para a região e natureza há 7 anos.  A marca acredita que seus eventos e operações são grandes plataformas para comunicação, além de promover ações e valores nos quais acreditam. Uma de suas missões é se dedicar a cuidar do meio ambiente, respeitar o ecossistema e incentivar a transformação dos modos de vida da comunidade. Todo este planejamento não é restringido, porém se baseia nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), elaborados pela Organização das Nações Unidas (ONU).  Sendo assim, o plano de sustentabilidade abrange diversas áreas, desde o cuidado com o meio ambiente e seus recursos naturais até o foco nas pessoas, cultura, fornecedores e organizações.

Para preservar o meio ambiente são implementadas práticas como gestão e controle de resíduos, controle de poluentes e emissões conforme o Protocolo GHG, além do monitoramento e controle de recursos como água, energia e gás. Existe ainda um grande comprometimento com a neutralização e compensação de carbono por meio da aquisição de IREC’s e plantio de árvores, em uma ação de educação ambiental realizada com crianças  de uma creche social local.

Dentro do escopo do projeto de sustentabilidade contam ainda o estímulo a projetos de mobilidade coletiva, a promoção de fontes limpas e renováveis de energia, uso de materiais reciclados e que fortaleçam o conceito de bioconstruções, tendo a proteção à biodiversidade local como uma prioridade, com o apoio ao projeto Garis Marítimos, que promove o mapeamento e proteção a ninhos de tartaruga-pente.

No âmbito social, foi investido em treinamento e capacitação para membros da equipe, planejamento e apoio ao bem-estar público e do staff, desenvolvimento de negócios sociais, desenvolvimento de economias sócio circulares e apoio a projetos sociais locais. Foi adotado uma abordagem sustentável em compras e aquisições, promovendo a circularidade de resíduos, além de um monitoramento rigoroso da cadeia de fornecedores e suprimentos.

Tudo isso é um pequeno resumo da preocupação que o Réveillon Carneiros tem com a natureza e seus colaboradores, com um projeto extremamente detalhado e minuciosamente calculado.

O evento ocorre entre os dias 26 de dezembro e 2 de janeiro. Para mais informações, acompanhe as redes sociais. Os ingressos estão à venda na plataforma Ingresse.

MC Daniel MC Ryan SP Eliana de Lima Vou Pro Sereno Thales Lessa Ana Ferr e Andreassi participam de novo projeto de Gica POP CYBER

MC Daniel, MC Ryan SP, Eliana de Lima, Vou Pro Sereno, Thales Lessa, Ana Ferr e Andreassi participam de novo projeto de Gica

manu gavassi POP CYBER

Sexo, poder e arte por Manu Gavassi