in

Sonja abre agenda de shows de 2024 com turnê do álbum ‘Rainha de Copas’

A cantora, que já chamou a atenção de Ney Matogrosso e vem se destacando como revelação do blues e do soul com os singles “Calma” e “My Baby”, sobe aos palcos do Festival Aldeia Blues Rock (Aldeia Velha) e do Teatro Brigitte Blair (Copacabana)

Sonja abre agenda de shows de 2024 com turne do album ‘Rainha de Copas scaled POP CYBER
Créditos: Júlia Assis

A cantora Sonja, um dos grandes nomes da nova geração do blues, se prepara para levar blues, soul e toda a influência do tarô e de suas histórias reais aos palcos a partir de março. O segundo álbum autoral da cantora, “Rainha de Copas”, lançado em agosto de 2023, ganhará sua primeira sequência de shows começando pelo Festival Aldeia Blues Rock em Aldeia Velha, no dia 30 de março, seguindo para o Teatro Brigitte Blair em Copacabana, no Rio de Janeiro, dia 05 de abril. Novas cidades ainda serão anunciadas.

“Estamos trabalhando para rodar com o álbum por todo o estado e estamos muito animados para começar o ano em cima dos palcos. Cada show é um show, serei fiel a Rainha de Copas, a música que carrego em meu peito, a minha voz e a mensagem que cada canção carrega”, conta a cantora.

Ganhando cada vez mais notoriedade na carreira, a cantora chamou a atenção de uma de suas maiores inspirações, Ney Matogrosso, que a repostou no Instagram. “Nem acreditei quando vi! Sou muito fã dele e tenho uma música inclusive que sonho em cantar com ele”, revela. O repost foi de uma música que o próprio cantor interpretou. “Quem sabe esse feat vem”, afirma Sonja.

Verdade transcrita nos palcos

Cantando sua história, Sonja afirma que levará a verdade de suas letras para o palco em shows intimistas e únicos. “O foco é a música”, afirma. E além das canções autorais, algumas surpresas estarão no repertório: “influências do blues, soul, rock e MPB. Então podem esperar algumas releituras de artistas como Tim Maia, por exemplo – dando um belo spoiler!”.

Em Copacabana, a artista compartilhará a noite com o guitarrista Brugger, trazendo a essência do blues com um toque de rock dos anos 80 e 90, que também estará lançando novas faixas .

A explosão ‘Rainha de Copas’

Do mais profundo de suas transformações, para o álbum a cantora se inspirou em cartas de tarô e em suas últimas transformações, como entender seus relacionamentos abusivos, suas superações e a reconexão com a espiritualidade.

“O que mais tem me tocado são as mensagens de pessoas que não conheço e que se identificaram com a temática, sobre a superação de relacionamentos abusivos com substâncias e pessoas, me falando que as músicas tem ajudado”, se emociona.

 

E a sinceridade de cada letra vem surtindo efeito. “Tem sido uma experiência muito bonita receber vídeos de pessoas ouvindo o álbum no carro, em casa, divulgando nas redes etc”. Entre os maiores destaques, “Calma” e “My Baby”. “Recebi vídeos de várias pessoas que colocaram ela de fundo em momentos gostosos com seus parceiros. Isso é muito lindo! E todo mundo ama uma boa música de amor”.

Rainha dos festivais

Com experiência em diversos festivais em seu primeiro álbum, Como no Jazz e Blues em Rio das Ostras, no Aldeia Rock Festival de Aldeia Velha e o em um dos maiores festivais de blues da América Latina, o Mississippi Delta Blues Festival, em Caxias do Sul, Sonja conta que as apresentações em eventos desse tipo não só são especiais, como uma porta aberta.

“Eu amo! A energia é outra e muita gente ali acaba me conhecendo naquele momento. Essa rotatividade de músicos é incrível e eu gosto quando meu trabalho chega em pessoas que nunca ouviram falar de mim. Isso é especial, conecta de uma maneira muito orgânica”.

Saiba mais sobre Sonja

Com influências diretas do Blues e Soul, a carioca Sonja (31) lançou em 2023 seu segundo álbum autoral, “Rainha de Copas”. A cantora, ex-The X Factor, destaca a intensidade pessoal que o projeto carrega, e afirma que o disco tem um lugar em sua vida como uma espécie de cura, para cicatrizar tudo aquilo que já viveu em relações abusivas, em processos internos de superação e a reconexão com a espiritualidade.

Inspirada em Ney Matogrosso, Rita Lee, Sharon Jones & The Dap-Kings, John Coltrane, Tim Maia, The Suffers e entre outros ícones na música, Sonja não rotula suas composições a um gênero musical específico, mas afirma que quer quebrar as barreiras do “seletivo” para as pitadas de blues. “Acredito que todos temos o blues dentro de nós. Acredito que é um gênero que alcança e pode alcançar mais as pessoas”.

https://www.sonja.com.br/

https://www.instagram.com/sonjamusica/

Nome ascendente no tech house nacional Ricky Paes estreia na Elrow e Brunch Electronik este fim de semana POP CYBER

Nome ascendente no tech house nacional, Ricky Paes estreia na Elrow e Brunch Electronik este fim de semana

INNELLEA traz seu novo show The Belonging Tour a Sao Paulo dia 29 de junho POP CYBER

INNELLEA traz seu novo show ‘The Belonging Tour’ a São Paulo dia 29 de junho