Shaboozey lança o álbum Where I’ve Been Isn’t Where I’m Going

Disco do fenômeno do alt-country inclui “A Bar Song (Tipsy)”, que recentemente atingiu certificação de platina

Shaboozey
Crédito: Daniel Prakopcyk

Um dos grandes fenômenos da música atual, Shaboozey representa suas raízes no álbum Where I’ve Been Isn’t Where I’m Going. Unindo influências da música country ao hip-hop, o disco inclui o mega hit “A Bar Song (Tipsy)”, que recentemente atingiu a certificação de platina, e faixas como a balada acústica “My Fault”, com Noah Cyrus, que se apresentou no C6 Fest, em São Paulo, em maio.

“Este álbum significa tudo para mim, é um reflexo da minha jornada e das histórias que me moldaram. Crescendo na Virgínia, a música era nossa maneira de falar verdades e encontrar alegria, e eu tentei capturar isso em cada faixa. É uma mistura de todas as minhas experiências, os altos, os baixos e tudo mais. Espero que, quando vocês ouvirem, sintam a mesma conexão e autenticidade. Não é apenas um álbum, é um pedaço da minha alma, e sou grato por compartilhá-lo com vocês”, conta Shaboozey.

2024 está sendo um grande ano para o artista: a agora platinada “A Bar Song (Tipsy)” viralizou e alcançou posições de destaque nos charts, como o terceiro do Billboard Hot 100 e o topo da parada country, #6 no Billboard Global 200; estreia em #9 no Global Top Songs do Spotify; #4 no Viral Charts do TikTok; e o topo Big Top 40 e Top 100 Singles do Reino Unido, além de sete primeiros lugares no Canadá. No Brasil, a repercussão não poderia ser diferente: a faixa entrou no Top Viral 50 do Spotify e pode ser escutada nas rádios. Reafirmando uma tendência na música country, ele e Beyoncé se tornaram os primeiros artistas negros com hits #1 nos charts country seguidos – muitas pessoas conheceram Shaboozey pela participação em “SPAGHETTII” e “SWEET HONEY BUCKIIN'”, do álbum Cowboy Carter.

Americano de ascendência nigeriana, Shaboozey cresceu em um ambiente eclético, ouvindo desde ícones do country como Kenny Rogers e Garth Brooks até R&B e hip-hop, como Pharrell, Timbaland e Missy Elliott. Ele começou a trabalhar em sua música na adolescência e estourou aos 18 anos, época em que gravou seu primeiro álbum e colaborou com DUCKWRTH para a trilha de “Homem-Aranha no Aranhaverso”. Em 2022, ele assinou com a EMPIRE e lançou seu segundo álbum, Cowboys Live Forever, Outlaws Never Die.

Produzido por Sean Cook e Nevin Sastry, o novo disco inclui sucessos como “Let It Burn” (que chegou ao top 10 no Spotify USA Viral 50), “Anabelle” e “Vegas”. Com mais de 500 milhões de streams globais, o artista propõe uma viagem cinematográfica pelas histórias e realidades do Oeste Americano no trabalho.

Where I’ve Been Isn’t Where I’m Going está disponível em todas as plataformas através da EMPIRE, selo referência global em música urbana.

Tracklist

‘Horses & Hellcats’

‘A Bar Song (Tipsy)’

‘Last Of My Kind’ ft. Paul Cauthen

‘Anabelle’

‘East Of The Massanutten’

‘Highway’

‘Let It Burn’

‘My Fault’ ft. Noah Cyrus

‘Vegas’

‘Drink Don’t Need No Mix’

‘Steal Her From Me’

‘Finally Over’

Junior-Carelli_2

Junior Carelli lança álbum “Rock Piano Orchestra” com versões de clássicos do Rock

Menos é Mais faz passagem memorável por Portugal

Menos é Mais faz passagem memorável por Portugal