Connect with us

Música

Rosa Chá lança seu segundo single, “O Que Ficou Pra Trás”, pelo selo Casulo

Published

on

rosa cha ficou pra tras capa scaled
(Foto: Divulgação)

Um beat dance que atravessa uma linha de baixo bem marcada enquanto um vocal em falsete e sintetizadores se entrelaçam para criar um ambiente sonoro envolvente: o resultado da junção destes elementos está em “O Que Ficou Pra Trás”, segundo single do Rosa Chá, grupo do Espírito Santo. Com referências como Daft Punk, The Weeknd e Dua Lipa, a banda nascida em 2020 reforça a proposta de aproximar as sonoridades que os inspiram da cena musical brasileira. A faixa chega nas plataformas de streaming pelo selo capixaba Casulo (ouça aqui) e também conta com um videoclipe dirigido por Melina Furlan, já disponível no canal do Casulo no YouTube (assista aqui).

A leveza é o fio condutor da identidade da banda. Esse traço já estava evidente no single de estreia, “Doce Amor”, lançado em dezembro do ano passado, enquanto o grupo ainda se configurava como um trio, com Gabriel “Pit” Raymundo (contrabaixo), Guilherme Sadala (voz) e Vitor Rocha (guitarra). Mais tarde, o baterista Roberto “Bob” Hoffmann passou a integrar o time do, agora, quarteto. “Esses dois primeiros singles mostram a direção do nosso caminho criativo, trazem a estética do grupo”, define Guilherme Sadala.

Os temas abordados pelo grupo também cruzam momentos que, à primeira vista, não costumam ser encarados com suavidade. É o caso de “O Que Ficou Pra Trás”, que fala de uma relação amorosa antiga que não deu certo e chegou ao fim, até que, depois de um tempo, reaparece. “A letra traz esse olhar para um relacionamento que não deu certo, mas se torna leve com a proposta de deixar essa memória pra trás e aproveitar a chance de curtir a mesma relação de outra forma, sem esse peso”, completa Guilherme sobre a canção. A faixa, assim como o lançamento de estreia do Rosa Chá, faz parte do primeiro EP da banda, previsto para agosto.

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisement