Rapper BIN lança primeiro álbum de estúdio

Bin CONTRACAPA

Nascido em Belford Roxo, subúrbio do Rio de Janeiro, BIN se destacou na cena underground do hip hop ainda muito cedo. Com uma voz única e uma estética completamente diferente do que era visto na época, não demorou muito para que seus primeiros lançamentos, em 2018, tivessem destaque e chamassem atenção de grandes nomes do rap nacional. O primeiro sucesso veio ainda no primeiro ano de carreira, “Freestyle para a Faixa Rosa”, música que atingiu mais de 5 milhões de streams.

No primeiro semestre de 2020, BIN assinou contrato com a Mainstreet, gravadora independente que já trabalhava grandes nomes da cena do hip hop no Brasil, como Orochi, Borges e outros. Seu primeiro lançamento pela gravadora foi um marco em sua carreira – a faixa “Marília Mendonça” além de atingir números impressionantes, chegando a mais de 20 milhões de streams e ao topo de todas as plataformas, também foi o seu primeiro trabalho pop, chancelando assim o que viria a ser a principal característica do artista: essa versatilidade para caminhar entre os extremos, das faixas undergrounds – como o seu mais recente lançamento, “Mira Laser”, um drill (subgênero do trap) – às faixas mais mainstream, como “Culpa do Álcool”.

Com a ascensão meteórica de sua carreira, BIN anunciou para o dia 29 de setembro o lançamento do seu primeiro álbum, “Para todas as mulheres que já rimei”, com 9 faixas e participações de diversos nomes da cena do hip hop, desde artistas consagrados, como L7nnon, até revelações da cena underground, como MD Chefe. O álbum é uma coletânea das faixas inspiradas em relações amorosas do artista, prometendo uma pegada mais pop e músicas mais leves nessa primeira etapa da carreira dessa revelação do rap brasileiro.

Written by Gustavo Neves

Além de gerenciar o conteúdo do portal, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica com serviços prestados à gravadoras e grandes artistas.

max ehrich and demi lovato a photo

Demi Lovato está “completamente envergonhada” com comportamento de Max Ehrich após o término

1 1

ANAVITÓRIA atinge feito histórico tendo todos os seus 3 álbuns lançados até hoje indicados ao Grammy Latino