Quéops volta ao pop com direito a funk e clipe com estética dos anos 2000

O cantor mistura o visual de Avril Lavigne no clipe e referências nacionais em novo single

Queops scaled scaled POP CYBER
Alex Lugh

Quem não gosta de um bom comeback no Pop? Depois de lançar “Macetinho” em janeiro deste ano, uma parceria com Wes, o cantor Quéops continua sua volta ao pop nacional com um novo single “Dança Gatinho”, composição de Alinne Garruth com produção de Marcel, que chega às plataformas – com direto a clipe – em 24 de maio.

Em 2018, Quéops estreou com o single “Nem Percebi”, romântico e contemporâneo na mesma medida. Mais duas faixas vieram em 2019, “Só Você” e “Sonhar Comigo”, ambas produzidas por Lucas Vaz, Jenni Mosello compôs “Sonhar Comigo”, ambos são queridinhos de Luísa Sonza, Iza, Pocah e Lexa, as duas acompanhadas por visuais que mesclavam as expressões de gênero do artista. Enquanto os primeiros trabalhos traziam melodias mais acústicas, agora a ordem é dançar.

— Esse novo single tem uma sonoridade Pop e Funk, com referências aos anos 2000. Ele bebe na fonte de “Macetinho”. A maior intenção é trazer, na estética sonora e visual, as referências do passado que são marcantes no imaginário de quem viveu aquela década, sem deixar de tornar atual — explica Quéops.

Fazer o dever de casa para o projeto não foi difícil, já que o artista viveu a época que o inspirou. A canadense Avril Lavigne, que despontou uma carreira estrondosa nos anos 2000, é a grande percursora da estética roqueira e skatista que Quéops quer mostrar no vídeo. Para isso, além de recorrer à diva do Pop Rock, o cantor também volta para seu estado natal, Minas Gerais.

— A Avril e o movimento do Pop Rock foram muito fortes e reverberam até hoje. Me lembro de assistir “Sk8er Boi” e “Complicated”, clipes dela, em looping. A ideia foi gravar em Belo Horizonte justamente por que a cidade oferece pistas de skate que eu já tinha em mente como locações, e o roteiro se desenrola a partir delas. É muito interessante misturar as estéticas do Pop Rock norte-americano com a sonoridade do Brasil. Eu cresci assistindo MTV, mas também cresci assistindo aos programas tipicamente brasileiros e ouvindo o rádio, que tocavam tudo isso — conta.

Dançarino formado, Quéops aposta em coreografias para todos os seus projetos. A dança, que também fez parte do sucesso de diversos artistas na década de 2000, é estudo e prática para o cantor.

— A dança faz parte de quem eu sou enquanto artista. Considero ela peça fundamental no meu desenvolvimento enquanto performer. Michael Jackson, Madonna, Britney Spears e Beyoncé são pilares na minha formação pessoal e profissional enquanto dançarino.  Eles são sagrados para mim enquanto cantores performáticos — destaca o cantor.

O novo single e “Macetinho” não encerram o ano de Quéops. Um álbum deve sair no segundo semestre de 2024, e o cantor já sabe do que quer falar.

— Agora, posso dizer que o intuito desse álbum é abordar as diferentes formas de interação masculina. Quero falar sobre a intimidade do homem, independente de qual tipo de homem você seja. A intenção é mostrar como homens se relacionam, seja na amizade, na raiva, nas frustrações, na alegria, no tesão, no carinho ou na falta dele. É claro que interações sexuais ou românticas podem ser abordadas, afinal sou um homem gay e isso também faz parte da minha vivência, mas não é a única premissa — diz Quéops.

O mineiro, que mora no Rio de Janeiro há nove anos, volta para casa em breve por conta das gravações do novo clipe. Para ele, a trajetória até aqui é digna de filme – ou melhor, de música

— Quando morava em Belo Horizonte, a intenção de me lançar enquanto cantor era um projeto futuro que só iria se concretizar no Rio, mas ter um projeto gravado em Minas sempre foi um momento que, eu tinha certeza, uma hora ou outra iria acontecer. Nesse projeto, a equipe é 100% formada por mineiros, entre eles o fashion designer Matheus Antunes, que sempre vinha ao Rio para realizar projetos comigo. Até minha mãe, que mora em BH, vai conseguir acompanhar as gravações pela primeira vez! — brinca.

foto de perfil de gustavo neves author do pop cyber

Escrito por Gustavo Neves

Gustavo Neves é um jornalista experiente na cobertura de notícias nacionais e internacionais. Com uma paixão inabalável pela música, tem se destacado em diversas áreas. E-mail: [email protected]

Lauana Prado grava maior DVD da carreira em SP e estreita parceria com Engov POP CYBER

Lauana Prado grava maior DVD da carreira em SP e estreita parceria com Engov

Victor Xama levara o soul e hip hop amazonense ao Rock in Rio 2024 scaled POP CYBER

Victor Xamã levará o soul e hip hop amazonense ao Rock in Rio 2024