Connect with us

Música

“Purpurina”, dueto de Luiza Casé e Pedro Sá, Ilumina a essência da canção em novo single

Published

on

purpurina dueto de luiza casé e pedro sá Ilumina a essência da canção em novo single

Purpurina apareceu numa noite. Sem saber, promoveu encontros unindo sonho e realidade. E será espalhada pelo mundo dia 21 de Agosto, numa feliz sexta-feira.

Em PurpurinaLuiza Casé Pedro Sá trazem à luz a força inerente e essencial da Canção brasileira, a sutileza dos detalhes, a modernidade em seu jeito mais puro de ser. Dois artistas que soam autenticamente complementares.

“Nessa noite, estava com Pedro Sá e Thiago Nassif gravando meu EP na casa do Jonas Sá”, lembra Luiza. “De repente, ficamos 1 hora hipnotizados pelo Pedro tocando essa música no violão. Ele não tinha certeza da letra, mas cantou e só ficou mais linda. Dias depois, perguntei se ele animava tocar no meu show. Foi logo após o carnaval, as pessoas encantadas fizeram pedidos para que eu gravasse”.

E eles gravaram. Inicialmente uma ideia antiga do Pedro, de fazer uma música que contasse uma história de amor no carnaval de forma peculiar, a letra nunca estava satisfatória para ele. Trabalharam então a canção, que foi ganhando nova vida, na produção de Jonas Sá e Nassif, consultoria artística de Arto Lindsay, e contando ainda com os músicos Moreno Veloso e Everson Moraes.

“Eu tocava Purpurina como número instrumental nos meus shows. Na voz da Luiza consigo entender muito mais a beleza da música. Luiza é uma potência artística, fiquei logo fã de suas canções, autenticidade, maneira de cantar, musicalidade, espontaneidade e inteligência. Ela ainda me ajudou a finalizar a letra com a palavra que faltava para a composição. Foi uma alegria infinita poder compartilhar essa canção com seu talento e sensibilidade. Ela, juntamente com Jonas, Nassif e Arto, fizeram uma atmosfera perfeita, profunda”, conta Pedro.

Purpurina são as possibilidades sucessivas e incessantes de momentos de inspiração, o ponto de vista do qual sonho e realidade coexistem apaixonados. Cantar com o Pedro, escutar suas canções e vê-lo gravando tem sido um desdobramento do meu mundo em aprendizados preciosos. Sua presença movimenta o espaço com toda delicadeza e inteligência, e só tenho a agradecer por sua generosidade”, diz Luiza.

A canção, um brilho na atual produção musical brasileira, estará no próximo EP de Luiza Casé, que será lançado em setembro. “As músicas do EP Mão – este será o título – surgiram nos afetos e na realização da importância das relações na minha construção. A gravação de Purpurina é também a mão estendida, a mão aberta no ar, a conexão – quase – invisível entre camadas inomináveis”, sugere Luiza Casé, que vem entregando ao mundo músicas cheias de vida, significados e emoções pulsantes.

 

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisement