“Pare de Chorar Mãe”: MC Livinho divulga single e clipe promovendo reflexão

MC Livinho tiro no peito
(Créditos: Léo Costa e Gabriel Zerra)

São incontáveis as mães brasileiras que sofrem e lamentam por seus filhos que vão para o mundo do crime. Também, infelizmente, são inúmeras as histórias que começam com o vislumbre de uma vida melhor e terminam em tragédia. O mais novo single de MC Livinho, “Pare de Chorar, Mãe”, traz uma reflexão sobre essas histórias com tantas semelhanças, sob o ponto de vista de quem entra para o crime. A faixa chegou nas plataformas digitais nesta quinta-feira, 02 de junho, acompanhada de videoclipe, disponível no canal do cantor no YouTube.

O propósito de “Pare de Chorar Mãe” é fazer uma referência à realidade de muitos jovens que vivem na comunidade e que muitas vezes, por falta de perspectiva de um futuro digno, da desigualdade social, acesso à educação, entre outros fatores, entram para a vida do crime e das drogas. Ao mesmo tempo, a letra da canção fala das mães destes jovens, as que mais sofrem com essas tragédias tão comuns nas grandes cidades.

Em suas redes sociais, Livinho emocionou seus seguidores com vídeos nos quais mães reais contam as suas histórias, sob lágrimas, e como tentaram evitar que o pior acontecesse. Uma das mães retratadas, Virgínia, afirma que seu filho Vagner Daniel esteve 26 vezes em unidades da FEBEM, atual Fundação Casa. “Eu falava ‘Meu filho, cuidado, meu filho. Você sabe qual é o final’, conta ela.

O single retrata ainda como estes jovens tornam-se reféns dos luxos desse universo, cegos pela ostentação e pelas ilusões, que trazem por consequência prisões, acidentes, overdoses e o sentimento de angústia que acomete seus entes queridos. Movidos pela lealdade e amor incondicional por suas mães, muitos dos que já imergiram no mundo do crime decidem se dar uma nova chance, tomando coragem para sair deste cenário, e assim, escrever uma nova história.
Seguindo esse mesmo conceito, o clipe, dirigido por Gabriel Zerra, apresenta Livinho interpretando um jovem criminoso que vê a morte de perto após levar um tiro em uma abordagem policial. Sob o desespero de sua mãe, o protagonista passa por um procedimento de urgência em uma UTI e acaba falecendo. Em seguida, o personagem de Livinho retorna no tempo para antes de tudo acontecer, como se aquilo tudo fosse uma visão, e assim desiste da ação criminosa com seus parceiros. Por fim, o personagem liga para sua mãe para dizer que Deus tocou seu coração, e volta para a casa.

“Minha maior inspiração é conscientizar e trazer uma reflexão na cabeça do ouvinte, de que esse mundo não vale a pena. Já soube de tantas histórias lamentáveis e isso me incentivou a criar todo esse projeto, com a música e os vídeos promovendo as mães nas redes sociais”, comenta Livinho. “Espero que esse apelo chegue ao máximo de pessoas possíveis. Para qualquer pessoa que esteja indo para o caminho errado, ainda dá tempo de se endireitar e mudar de vida”.

Reconhecido pela mídia como um dos principais nomes do estilo musical, por renovar o mercado do funk com romantismo e musicalidade própria, MC Livinho foi o 1º cantor de funk carioca a atingiu a marca de 200 milhões de views na história do YouTube, com o seu hit “Mulher Kama Sutra”, lançado em 2014. Multifacetado, sua paixão pela música vai além do funk. Cantor e compositor, o artista ainda toca violino e surpreende com suas performances. Atualmente, soma uma grande lista de sucessos e bilhões de streams e views em seus trabalhos, como “Cheia de Marra”, “Fazer Falta”, “Tudo de Bom” e muitos outros.

Written by Redação

Trazemos diariamente conteúdo original e informativo para o público que quer acompanhar, em tempo real, os acontecimentos no cenário do entretenimento nacional e internacional.

Pivô da separação de Shakira e Piqué é mãe de Gavi

Mentalo Music

Lu Oliver lança ‘Shake Girls’ ao lado de Jetlag e estreia na label europeia, Mentalo Music