Pai da rapper Nicki Minaj morre atropelado aos 64 anos

Robert Maraj, pai da rapper Nicki Minaj, foi morto atropelado aos 64 anos na estrada de Mineola, no condado de Nassau, em Nova York. As autoridades estão pedindo a ajuda da população para encontrar o motorista, que fugiu e ainda não foi localizado.

O pai da rapper foi levado ao hospital, mas não resistiu. De acordo com o TMZ, Robert caminhava no acostamento da estrada quando foi atingido, por volta das 18h da sexta-feira (12). Até agora, a cantora não comentou o assunto publicamente.

Nicki tinha um relacionamento conturbado com o pai, que sofria com problemas com bebida e drogas. Em algumas ocasiões, Minaj relatou que seu pai era abusivo com sua mãe e chegou a tentar matá-la. Em outubro de 2020, a cantora de 38 anos teve seu primeiro filho com o rapper Kenneth Petty.

No começo do ano, a rapper perdeu um processo envolvendo direitos autorais e teve que desembolsar uma grana para pagar a indenização. De acordo com o The Hollywood Reporter, a cantora foi condenada a pagar US$ 450 mil, cerca de R$ 2,4 milhões, após ter usado sem permissão alguns trechos de “Baby Can I Hold You”, de Tracy Chapman, em sua música “Sorry”.

A publicação afirma que nesta sexta-feira (8) documentos do processo contra Nicki vieram à publico, revelando que a cantora foi condenada a pagar pelo fato de ter usado a música de Tracy Chapman sem sua autorização.“Sorry” foi vazada pela própria Nicki para um DJ norte-americano Funkmaster Flex em agosto de 2018, pouco depois do lançamento do seu álbum “Queen”.

Conforme noticiado pelo The Hollywood Reporter, na época, a ideia de Nicki era incluir “Sorry” em seu álbum, mas Tracy Chapman e sua equipe foram à justiça, negando que a cantora havia recebido permissão para usar um samplo de “Baby Can I Hold You”.

Ivete Sangalo, Daniela Mercury e mais agitam varandas de Salvador neste domingo

“Facas” de Diego e Victor Hugo se firma como mais um sucesso da dupla