Ouça “Vai Danada”, música que promete ser hit ao unir as estrelas PK, Becky G e Gabily

Do Rio de Janeiro para o mundo, foi um longo caminho. Mas hoje não tem quem não conheça o funk – sua batida contagiante se espalhou por todo o pop brasileiro, foi reconhecida pela MPB e colou com o hip hop e o reggaeton dos gringos para produzir hits globais. “É som de preto/ de favelado/ mas quando toca/ ninguém fica parado”. Hoje em dia, os versos da velha melô dos bailes cariocas não valem só para o Rio de Janeiro, mas também para São Paulo, Miami, Nova York, Londres, Bogotá, Tóquio e muitos outros. Ou seja, chegou a hora de juntar todo mundo no mesmo caldeirão – o caldeirão dos encontros do “Funk Total”.

Um projeto desenvolvido pela Warner Music Brasil, “Funk Total” faz estreia em todas as plataformas digitais nesta sexta-feira, dia 17 de abril. O primeiro capítulo desta série de lançamentos, “Vai Danada”, um pancadão que reúne PK e a cantora Gabily, do Rio de Janeiro, com a cantora Becky G, estrela americana de origem mexicana, promete colocar o público para dançar. Com muita sensualidade – e mandando o recado em português, inglês e espanhol – os artistas recriam juntos o espírito dos bailes e fluxos de comunidade. Não importa a língua, mas sim aquela potência que explode nas caixas de som e que faz todo mundo descer até o chão. “Ninguém segura quando a raba dá play” – a letra dá a tom exato de malícia e diversão sem limites que o funk continua a encarnar mesmo depois de 30 anos de história.

“Funk Total” vem para mostrar o ponto de evolução ao qual o estilo chegou em 2020. Hoje, ele conta com times especializados de compositores/ produtores, como aquele formado pela dupla Umberto Tavares e Jeferson Junior (que fizeram “Vai Danada” e ajudaram a criar hits para grandes nomes do cenário como Anitta e Ludmilla) e de Pablo Bispo, Sérgio Santos e Ruxell (os DOGZ, mentores de sucessos cantados por Iza e Anitta). Nomes como esses, levam para o “Funk Total” a experiência de quem conduziu o gênero musical carioca a um novo patamar, em que cabem o trap, os ritmos latinos e todo o pop multicultural de 2020. E, além de tudo, esses produtores ainda são mestres da linguagem das colaborações, os tão conhecidos “feats”, em faixas que promovem encontros entre artistas de sucesso dos mais diferentes estilos e cantos do mundo.

E é assim que funciona o “Funk Total”. Ele começa juntando as rimas desbocadas de PK e o canto sensual de Gabily à pimenta, meio mexicana, meio americana, de Becky G. Uma união de forças de peso. Combinando os números de todas as suas redes sociais e plataformas digitais, a mistura dos astros de “Vai Danada” pode alcançar mais de 75 milhões de seguidores em suas mídias.

“Funk Total” vem para mostrar o ponto de evolução ao qual o estilo chegou em 2020. Hoje, ele conta com times especializados de compositores/ produtores, como aquele formado pela dupla Umberto Tavares e Jeferson Junior (que fizeram “Vai Danada” e ajudaram a criar hits para grandes nomes do cenário como Anitta e Ludmilla) e de Pablo Bispo, Sérgio Santos e Ruxell (os DOGZ, mentores de sucessos cantados
Em tempos de pandemia de Covid-19 e consequente isolamento social, “Vai Danada” teve um clipe feito a partir de performances gravadas pelos próprios artistas, em suas casas, com seus smartphones, numa operação remota de impressionar: Becky G e os produtores em Los Angeles, PK, Gabily e a equipe da Motion Design e finalização, no Rio de Janeiro. Cada um em seu canto, mas, conectados para fazer o mundo dançar.

E o que vem em seguida no “Funk Total” é muito mais barulho, com astros como Kevin O Cris, MC Fioti, Blaya (estrela do funk em Portugal, dona do hit “Faz Gostoso”, gravado por Madonna), Will.I.Am, do Black Eyed Peas, e outros. Como a música não precisa de muita coisa para ser entendida por todos, os artistas trocam não apenas seus sons, mas também mesclam estilos e plateias nesses “feats.” que reunirão nomes brasileiros com estrangeiros. Este é o objetivo principal da série de singles e do álbum completo, chamado “Funk Total”, com lançamento agendado para agosto deste ano. Outros artistas estão terminando as mixagens para as próximas músicas. Mais para a frente, uma turnê reunindo alguns deles visitará as principais cidades brasileiras, e estão previstos também shows em cidades europeias e norte-americanas para promover o projeto. O mundo é do FUNK. Do FUNK TOTAL.

Redação Pop Cyber

O Pop Cyber é um portal informativo independente, que traz a cobertura completa sobre os últimos acontecimentos da música nacional e internacional. E-mail: contato@portalpopcyber.com