Connect with us

Música

No Universo Sertanejo, Felipe Araújo fala sobre o projeto que vai homenagear o irmão

Published

on

felipe araujo2021 803 Edit scaled e1614276243775
(Foto: Divulgação)
Com quase 10 anos de carreira, Felipe Araújo é um dos grandes fenômenos da música brasileira. Com números gigantescos de engajamento nas redes sociais, as canções estão entre as mais tocadas em todo o país e é claro que André Piunti, apresentador do podcast original da Deezer, “Universo Sertanejo” , recebeu o cantor para um bate-papo descontraído sobre a carreira, projetos, vida pessoal e o amor do cantor pelo futebol.

Apesar de ter estourado em 2015 após a morte do irmão, Cristiano Araújo, também cantor, Felipe canta desde pequenininho. Sua primeira experiência foi numa banda de rock, de um projeto da Universidade Federal de Goiânia, mas foi atendendo ao pedido do pai que a carreira solo deu a ele a visibilidade e sucesso que vemos hoje. Apesar da preferência pelo sertanejo, Felipe passeia muito bem por outros ritmos e um exemplo é a canção “Atrasadinha”, mix perfeito entre pagode e sertanejo, lançada em parceria com o cantor Ferrugem.

E o gosto por misturas inusitadas se estende ao seu próximo projeto, o qual ele explicou um pouco durante o papo. A ideia é misturar o futebol, grande paixão do cantor, com a sua música. E deve vir ao ar nos próximos meses.

Felipe também comentou sobre um projeto para homenagear seu irmão. A gravadora, junto o pai deles, João Reis, estão realizando um “garimpo” de todo o conteúdo deixado pelo cantor para compor o repertório. “O projeto está em desenvolvimento, mas estou ajudando meu pai na parte técnica, além de ser um convidado também”. Ele conta também que foge do sensacionalismo que foi criado depois da morte do irmão e tenta não prestar atenção para as especulações de ter se beneficiado do ocorrido para ter mais oportunidades no meio artístico.

Fã de Zezé di Camargo, ele relembra que a primeira música que cantou com o irmão foi “É o Amor”. E durante a infância fazia imitações do cantor. “Coloquei o nome do meu cachorro de Mirosmar como forma de homenagear o Zezé. Ele gostou e até postou nas redes sociais”, comenta Felipe.

Você quer escutar mais histórias de Felipe Araújo? Escute agora este episódio do Universo Sertanejo na íntegra e só na Deezer!

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Advertisement
Advertisement