Nanno apresenta o aguardado álbum “Minerium Sessions”

Em suas 10 faixas, projeto traz parcerias com Papatinho, Budah e Donatto, entre outros grandes compositores da nova geração do pop

Retrato de Nanno Foto: Carolina Vianna / Divulgação
Foto: Carolina Vianna

Nanno é o nome artístico de Juliano, mas bem que podia ser também o nome de um minério, assim como tem alumínio, titânio, estanho, níquel, nióbio… E foi lá na terra dos minérios, em Volta Redonda, na região Sul Fluminense do Rio de Janeiro, que nasceu e se criou esse “minerium” do pop.

O segundo álbum da discografia de Nanno, “Minerium Sessions”, que chega às plataformas de streams no dia 28 de junho, via Universal Music, é uma homenagem do artista à sua terra natal: “É uma cidade que tem como base econômica uma grande usina siderúrgica. Se por um lado tem a riqueza,  por outro há também a poluição atmosférica e sonora, além daquele clima constante de vivermos em meio a uma conturbação de obra. ‘Minerium’ é raiva, caos e emoção, sentimentos que trago de onde eu vim”, revela o cantor.

O  álbum narra fragmentos da vida de Nanno até o presente momento. Em suas letras, o jovem artista compartilha temas como saúde mental, vazio existencial, drogas, amor, desesperança e superação. Na sonoridade do disco também se mostram algumas influências de ícones da música, como Charlie Brown Jr, MacMiller, ConeCrew e Djavan, que desempenharam papéis significativos na jornada musical do cantor.

Minerium Sessions”, que conta ao todo com 10 faixas, agrupa o repertório dos dois EPs apresentados, respectivamente, em abril e maio deste ano. Todas as músicas foram majoritariamente escritas por Nanno ou em colaboração com outros autores.  Além das seis faixas já disponibilizadas, o álbum traz quatro músicas inéditas e autorais: “Pensando em Nós”, em parceria com Papatinho, Budah e Califfa; “Perfume da Flor”, composição do artista com Greg e Gagé; “Daqui de Cima”, escrita por Nanno, Jhama e Donatto; e “Não Me Rendo”, escrita pelo cantor.

Gravado em estúdio, em São Paulo, o projeto apresenta um audiovisual mais íntimo, com Nanno acompanhado por sua banda, e foi produzido e arranjado por Ricardo Lopes, que já trabalhou com grandes artistas como Ivete Sangalo, Projota, Paula Fernandes e César Menotti e Fabiano.

Lançado em 26 de abril, o EP 1, a primeira amostra de “Minerium Sessions” apresentada por Nanno, trouxe as faixas “Intro”, “Na onda do base” e o lead singleTempo”, que veio acompanhado de videoclipe.

A música é uma emocionante narrativa sobre as lutas e triunfos de Nanno: “‘Tempo’ é sobre meu pai, que partiu em 2014, e sobre os caminhos artísticos que percorri até aqui. É uma canção  que fala sobre eu não ter desistido e que posso fazer tudo de novo, se precisar. É uma música que representa força e esperança, atitude e ‘responsa’. Muitos teriam desistido em várias batalhas, mas eu não”, afirma o cantor.

O segundo EP veio no dia 17 de maio, com mais três faixas: “Ondas”, “Às Vezes Acontece” e “Neblina”. Junto ao lançamento do EP, o cantor também fez a estreia dos três respectivos videoclipes do projeto em seu canal no YouTube.

Nanno também é um compositor renomado e tem uma vasta lista de sucessos nas vozes de artistas como Melim (ele é coautor do hit “Gelo), ZEEBA, Mumuzinho, Jojo Maronttinni, MC G15, Donatto e 3030. O cantor já lançou três EPs (“Te Levar”, “Vários Lugares” e “Tranquilão”) e o álbum “Meu Mundo”.

Em meio à poeira e o caos, à solidão e a resiliência, à raiva e ao amor, Nanno mostra em seu segundo álbum o punhado de experiências que ele vem garimpando.

Confira a tracklist de “Minerium Sessions:

1. “Intro” (Nanno)

2.”Tempo” (Nanno)

3. “Na Onda do Base” (Nanno, Bruno Martini)

4. “Ondas” (Nanno, Guiggow, Bruno Martini)

5. “Às vezes acontece” (Nanno)

6. “Neblina” (Nanno, Bruno Martini)

7. “Pensando em Nós” (Nanno, Papatinho, Budah, Califfa)

8. “Perfume da Flor” (Nanno, Greg, Gagé)

9. “Daqui de Cima” (Nanno, Jhama, Donatto)

10. “Não me Rendo” (Nanno)

Tura_versao_vf_frente

Sephora é a marca de beleza oficial do Festival Turá 2024

Paula Raia celebra estreia de espetáculo de dança com composições suas na voz de Ney Matogrosso

Paula Raia celebra estreia de espetáculo de dança com composições suas na voz de Ney Matogrosso