Connect with us

Música

MC Pedrinho não morreu: cantor é vítima de fake news

Avatar

Published

on

(Foto: Reprodução/Facebook)

Não é raro alguém inventar a morte de um famoso e o assunto bombar na internet. Nesta quarta-feira (9/12), a vítima foi MC Pedrinho. Pedrinho não é novo no Trap, o famoso funkeiro já lançou até mesmo um álbum focado na sonoridade e fez sucesso ao lado de Mc Brinquedo no single “Fábrica de Bico”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Se unindo a JD, Pedrinho foca no trap novamente e o primeiro lançamento do projeto colaborativo já está entre nós. Na última sexta-feira (04), JD e Pedrinho liberam o single “Mustang” e revelaram a capa do EP Trap Raro. O primeiro single do EP em parceria está disponível nas principais plataformas de streaming.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

MC Pedrinho diz ter sido obrigado a fazer shows na pandemia por produtora

MC Pedrinho foi à Justiça contra a produtora GR6, uma das maiores do funk, pedindo a rescisão de seu contrato artístico. Segundo o cantor, a empresa não prestava contas sobre os seus rendimentos e o obrigou a fazer shows durante a pandemia do coronavírus.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

À Justiça, Pedrinho diz que assinou seu primeiro –e único– contrato com a GR6 em 2013, quando tinha 12 anos. O vínculo vai até 2024 e a multa rescisória é de R$ 5 milhões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uma das cláusulas do acordo fala sobre uma prestação de contas mensal que a produtora deve ao MC.

Pedrinho afirma que, desde maio deste ano, não tem conhecimento dos seus rendimentos, que vem recebendo valores aleatórios e que notificou extrajudicialmente seus empresários.

Além dos shows, ele diz que tem direito a receber pelas suas músicas nas plataformas digitais e cessão de direitos autorais.

E isso, maiormente se levando em conta que houvera omissão dolosa de documentos comprobatórios de repasse de valores ao Autor, diz a defesa do MC Pedrinho nos autos do processo.

 

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]