in

MC Kauan retorna ao holofote com o álbum Relatos De Uma Injustiça

O música retrata suas vivências por meio da obra inédita, que chega nas plataformas junto com videoclipe no YouTube

RELATOS DE UMA INJUSTICA KAUAN oficial POP CYBER
Assessoria de Imprensa

MC Kauan, também conhecido como Koringa, tem uma trajetória notável que soma mais de 10 anos na música, visando fortalecer a cultura da periferia de uma forma diferente ao ampliar a voz da quebrada. Para MC Kauan, nada é impossível. Após uma série de acontecimentos em sua vida, divulgados em âmbito nacional, Kauan entrega seus registros mais íntimos com Relatos De Uma Injustiça, seu novo álbum que descreve seus pensamentos, vivências e aprendizados durante os acontecimentos. O álbum é lançado pelo GR6 e estreia no dia 01 de fevereiro em todas as plataformas (ouça agora), acompanhado de um videoclipe disponível no canal oficial de YouTube do artista (assista aqui).

A catarse de Koringa foi detalhada em 16 faixas que surgiram diretamente de seus momentos de reclusão, onde sua mente era alimentada pela esperança e saudades da família, além da vontade de subverter sua situação. Em nenhum momento desanimou; foi impulsionado pela necessidade de provar que a justiça é uma faca de dois gumes e que apenas o tempo poderia trazer uma resposta assertiva. A paciência foi uma virtude que Kauan cultivou e colheu seus frutos. Durante as faixas, quem dá o ritmo para os versos são DJ Perera, Murillo & LT no Beat, DJ Oreia e Alex Bhn, e o mergulho nos Relatos De Uma Injustiça começa na faixa “Hall”, trazendo um pouco do dia-a-dia e pensamentos cotidianos durante o período turbulento, onde ele compreende as consequências de seus atos e os resultados dos mesmos. Esta é inclusive a primeira faixa a ganhar um videoclipe, dando vida à narrativa (assista aqui). Em seguida, “Super Lotação” conta com a participação da MC Deise, que ao lado de Kauan descreve uma história de amor que enfrenta a dor da distância. Logo, a narrativa se estende para a faixa “Dia De Visita”, com uma melodia guiada pelo violão e um ritmo calmo. Kauan expressa, de forma lírica, suas vontades e perspectivas da única maneira que tem para ver sua família: durante o dia de visita. Mesmo com a proximidade do abraço dos entes queridos no dia esperado, ainda se sente distante pelas condições e pela infelicidade de apenas poder participar de suas vidas por um breve momento. A faixa se complementa com “Vai Ser Minha Esposa”, narrando um relacionamento à distância e as esperanças que rondam o casal. Para descontrair, temos “Saidinha” com o famoso pancadão característico do MC.

Já “Maritaca” é uma das faixas mais excêntricas do álbum, onde a inspiração principal veio do animal que dá nome à música, o qual Kauan ouvia todos os dias pela manhã e se lembrava da sensação de liberdade. Utilizando o pio da maritaca para a produção do beat, assinado pelo DJ Perera. A sétima música é “Mo Chave”, com a participação do MC Kadu, descrevendo um pouco do estilo que Koringa e o MC gostam de ostentar. A próxima é “Maloqueiro Abençoado” e traz um verso marcante – “Não sou criminoso, mas sou discriminado, bandido perigoso por eu ser favelado. Eu ando em um belo carro, tenho o corpo tatuado, pesado de ouro e toda hora é enquadro. Eles não podem ver um maloqueiro abençoado” – apresentando a realidade do morador de comunidade que conseguiu boas condições para subverter a realidade em que foi inserido, algo inadmissível para a elite. Com um flow diferenciado, temos “Solidão”, uma faixa saudosista sobre liberdade.

Chegando na décima faixa, “Rolex”, conta com uma introdução jornalística e em seguida “Desacato”, lançado no fim de 2023 junto com um videoclipe (assista aqui). “Com Certeza Eu Vou” traz versos de incentivo sobre a fase difícil. Para reverenciar aqueles que vieram antes, “Homenagem Zoio de Gato”, como o próprio nome já diz, é uma homenagem ao ícone do funk paulistano, que deixou sua voz marcada no mundo do funk e foi um dos principais nomes a inspirar MC Kauan a rimar. “Lágrimas” é também uma homenagem ao cantor MC Duda do Marapé, onde Kauan faz uma releitura do sucesso da voz que marcou gerações. Em décimo quinto lugar da tracklist, “Olha Quem Voltou” determina a linha de chegada do MC, deixando claro que sua trajetória no funk não é passageira. Por fim, o álbum se finaliza com “Set”, com DJ Perera, single já lançado.

Com tudo isso, MC Kauan se mostra resiliente e convicto de seus valores, crenças e de quem está ao seu lado, subvertendo as situações complicadas da vida com caneta, papel e fé.

reputation capa scaled e1707223571570 POP CYBER

“reputation (Taylor’s Version)” poderá ser lançado dia 13 de setembro

hungria hip hop solange almeida e1707225363227 POP CYBER

Solange Almeida se une com Hungria Hip Hop e lança ‘Tá No Seu DNA’