Matheus Fernandes conquista segundo lugar no charts do Deezer e quinto do Spotify com “Baby Me Atende”

Com quase 10 anos de estrada, o cearense Matheus Fernandes, ou MF como é conhecido, é considerado hoje uma das grandes apostas do forró nacional, combinando ritmos como sertanejo, piseiro, arrocha, brega e batidas eletrônicas ao seu trabalho. Tendo iniciado sua carreira como compositor, MF é autor de mais de 30 músicas registradas e atualmente ostenta um repertório gravado por grandes nomes como Jorge & Mateus, Wesley Safadão, Xand Avião, Inimigos da HP, Cristiano Araújo, entre outros.

Matheus assinou com a Som Livre em 2020 e seu primeiro lançamento de 2021, “Baby Me Atende”, já conquistou o país. O single autoralaposta em uma sonoridade especial, com batidas eletrônicas e influências do forró e do piseiro, combinadas com o pagode de Dilsinho. Lançada em 26 de fevereiro, a faixa segue performando numa crescente e atualmente se encontra em segundo lugar no Top100 Brasil da Deezer e em quinto no Top200 Brasil do Spotify, plataforma em que o cantor coleciona 4,6 milhões de ouvintes mensais.Além de acumular mais de 70 milhões de plays nos aplicativos de streaming – ouça aqui – , o videoclipe da música já ultrapassa os 106 milhões de views no YouTube . Recentemente, a música também conquistou o 1º lugar nas rádios de todo o Brasil, sendo a mais tocada do segmento forró.

Esta é a primeira faixa divulgada do novo projeto audiovisual do cantor, “Matheus Fernandes na Praia”, que promete um mix de sonoridades e faz parte da primeira parte do álbum, que será lançado pela Som Livre no dia 09 de julho, com um total de 10 canções. Além de Dilsinho, outras participações marcam presença no primeiro volume do projeto, a saber: Menos é Mais, Parangolé e MC Kekel. Gravado ao vivo em Fortaleza, cidade natal do cantor, o trabalho vai apresentar ao todo 21 músicas, entre faixas inéditas, autorais e regravações, e estará disponível na íntegra ainda este ano.

Escrita por Matheus na madrugada anterior a gravação do DVD, “Baby Me Atende” traz uma linguagem e estilo diferenciados, intercalando a melodia com partes faladas. “Liguei para um compositor genial, um amigo meu chamado Rodrigo Reys, e para outro compositor, que também é produtor musical do meu DVD, que é o Igor. Estava nervoso porque queria que o Dilsinho cantasse algo diferente, fora da caixa, algo que ele nunca tivesse cantado, com a cara do Nordeste”, lembra o cantor.

Com o refrão na voz de Dilsinho – “Oh baby, me atende/ Ai que vontade de jogar meu celular na parede / Oh baby, me atende / Ai que vontade de jogar meu celular na parede” – a faixa conta a história de um relacionamento que não terminou bem. “Ficou muito bom, ele cantando essa música. Cantou muito bem a parte que é da subida do refrão. Ficou sensacional, encaixou muito na voz dele e eu fiquei muito feliz com o resultado”, comenta Matheus.