Connect with us

Música

Masked Wolf: o novo sucesso Top 200 Brasil

Avatar

Published

on

Masked wolf o novo sucesso top 200 brasil scaled
Foto: Divulgação

Grave este nome: Masked Wolf. Já inclua nas playlists e aproveite o melhor do rap e hip hop com a crescente global do australiano. Promessa da cena urbana, o artista explodiu e ultrapassou qualquer barreira em 2021 por meio do TikTok com o sucesso de “Astronaut In The Ocean”, um jogo de palavras numa batida marcante que já reflete no gosto dos brasileiros. TOP 10 no chart Global do Spotify, o artista entrou hoje no TOP 200 Brasil da mesma plataforma, ocupando a posição de número 176. Apenas no país, já são mais de 1 milhão de visualizações no clipe e mais de 1,5 milhões de streams. Com lançamento em outubro de 2020, o clipe do single contabiliza mais de 18 milhões de views totais.

Masked Wolf já conquista fãs por aqui. Whindersson Nunes, hoje com mais de 49 milhões de seguidores apenas no Instagram, usou “Astronaut In The Ocean” para treinar box e compartilhou com o público o vídeo num Reels, publicado recentemente no feed dele. Em apenas três dias, o conteúdo já gerou mais de 4 milhões de visualizações. No mundo, o single já é um gigante da cena, são mais de 26 milhões de streams contabilizados na semana passada, #2 no chart Global do Shazam e #8 no TOP Global do Spotify. Apenas nos Estados Unidos, foram mais de 5 milhões de plays na última semana.

07ca1ff4 c2df 430d 80c1 03e75ffb0caa

(Foto: Divulgação)

Conheça Masked Wolf:

Durante o dia, Harry Michael vai para um trabalho normal e bate o ponto, assim como todos nós. No momento em que ele entra no estúdio, tudo muda. O homem de boas maneiras se transforma em uma fera desenfreada, cravando os dentes em produções aéreas, entremeadas por raps profundos, conexões audaciosas, melodias magnéticas e ganchos contundentes. Por meio dessa metamorfose, Masked Wolf se estabeleceu despretenciosamente como uma força do hip hop, poderosa, apaixonada e primitiva. Acumulando mais de 150 milhões de streams e contanto até agora, o rapper e cantor australiano libera uma torrente de verdades e emoções durante a estreia em 2021, em parceria com a Elektra Records – uma distribuição nacional Warner Music Brasil.

“Se você me vir andando pela rua, talvez você não perceba que eu sou um rapper”, ele admite. “Quando eu entro no estúdio, a máscara cai – você vê o lobo (wolf em inglês) dentro de mim. É tudo trabalho e sem brincadeira. Nós não estamos curtindo e aproveitando; eu estou lá para fazer acontecer. Estou no meu habitat natural. Sempre que eu trabalhava das nove às cinco, eu não estava vivendo como eu gostaria de viver. O estúdio é um sopro de ar fresco. A besta realmente sai e isso é bom”.

Tendo crescido em Sydney, Harry encontrou liberdade para escrever. Como filho único, o divórcio dos pais foi especialmente difícil para ele. Tanto a mãe, quanto o pai se mudaram, mas, ele optou por ficar perto dos amigos. Então, foi morar os avós, que haviam emigrado da Grécia e mal falavam inglês. Obcecado por nomes como Eminem e G-Unit, ele pegou uma caneta e se expressou por meio de poemas e versos. Ele também aprendeu sozinho a gravar e fazer batias madrugada a dentro, quase todas as noites, até que o avô batesse na porta e pedia para que ele fosse para a cama. O hip hop anestesiou o isolamento dele.
“Eu sempre quis um irmão ou uma irmã, porque eu queria ter aquela proteção ou ter alguém para proteger”, ele explica. “A razão chave sobre porque eu escrevi foi por que eu não tinha uma irmão para falar sobre como eu me sentira naquela situação. Por isso, escrever se tornou tão essencial. Eu nunca conversei com os meus pais sobre isso. Eu era introvertido e extrovertido ao mesmo tempo. Eu absorvi tudo e apenas deixei sair por meio da música”.

Depois de se formar na escola, ele trabalhou incansavelmente para financiar uma gravação. Ele até fez um empréstimo para construir um estúdio caseiro enquanto gravava centenas de músicas em milhares de horas. Enquanto dirigia para o trabalho, ele costumava ter ideias no carro. Em 2018, ele fez sua estreia independente com “Speed Racer”, conquistando milhões de streams e chamando a atenção de toda a Austrália. “Eu senti como se tivesse encontrado meu som”, ele sorri ao comentar. “Isso realmente abriu as portas”.

Depois de “Night Rider” e “Water Walking”, ele revelou “Astronaut In The Ocean”, imersa em guitarras leves, melodias 808s, pitadas de neon e jogo de palavras, ele mergulhou em um lirismo honesto, enfrentando a depressão de frente e perguntando: “What you know about rolling down in the deep?” (em tradução livre: “o que você sabe sobre mergulhar nas profundezas”). Aquela vibração de um riff reconhecível e refrão cantável organicamente pegou fogo online. Ele incitou centenas de milhares de vídeos no TikTok, abrangendo tudo, desde filmagens de tripulações militares em Blackhawk, nos Estados Unidos, até soldadores e pescadores do gelo. Enquanto isso, o quarterback do Kansas City Chief, vencedor do Super Bowl, Patrick Mahomes, incorporou a música em um post no Instagram, alimentando uma explosão no início de 2021.

Por mais bombástica que tenha sido a resposta, a prórpia música surgiu de um momento de intensa introspecção. “Eu tinha investido muito dinheiro e tempo na música, mas, não estava sendo ouvido”, ele admite. “Para ser honesto, foi mentalmente desgastante. Existiram momentos em que eu pensei: ‘Devo desistir? Devo parar?’ Tomei a decisão de seguir em frente. Tudo é resultado desta dificuldade. ‘Astronaut In The Ocean’ é mais ou menos dessa época da minha vida. Expresse sua depressão e ansiedade. Estou perguntando essencialmente: ‘você esteve nos mesmos lugares? Me conte sua história’”.

Com mais música prevista e já no horizonte, Masked Wolf vai, sem dúvidas, inspirar incontáveis outras pessoas para que elas também tirem as máscaras. “Minha mensagem é dizer o que você precisa dizer, antes que seja muito tarde”, ele diz. “Em muitos momentos da vida, nós deixamos passar o poder de falar a verdade e sermos reais que nós temos – que é o que eu tento transmitir nas minhas músicas. Abrir-se sobre quem você realmente é e o que você quer da vida. Você sempre pode ir atrás do que quer. Eu sou prova disso. Quando você me ouve, eu quero que você saiba que é autenticamente quem eu sou”.

Jornalista, 23 anos, produtor de conteúdo, trabalho com marketing digital na indústria fonográfica. E-mail: [email protected]

Música

Italiano Jude & Frank faz remake oficial de “Sun Is Shining” de Bob Marley pela Sony

Avatar

Published

on

Italiano Jude Frank faz remake oficial de Sun Is Shining de Bob Marley pela Sony
Foto: Divulgação

Jude & Frank é o projeto de música eletrônica do italiano Giulio Mariani, que acaba de conseguir um feito importante na carreira. Nascido e criado em Roma, o artista sempre foi fã da contribuição musical do grande Bob Marley e agora apresenta um remake oficial da clássica “Sun Is Shining”. Sendo um dos projetos mais bem conceituados no cenário italiano da House Music nos últimos anos, o artista trouxe sua sonoridade para a nova versão da canção e você pode conferir em todas as plataformas digitais.

Retrabalhar uma track de Bob Marley é sempre um grande desafio, mas Giulio tirou de letra. “Sun Is Shining” já havia ganhado um remix em 2019 do próprio artista italiano, tornando-se um dos hinos da House Music mundial nos últimos anos. Porém, a nova versão de Jude & Frank aposta em um imprint que permanece no House, mas voltado ao rádio e ao Spotify.

“Tive a oportunidade de produzir esse remake graças ao meu empresário Vanni Giorgilli e ao selo Sony Music, que me permitiu trabalhar nas vozes originais de um dos melhores artistas de todos os tempos, além da autorização do 1 World. Essa versão 2021 é realmente mais compatível com o rádio, absolutamente menos groovy do que a versão de 2019, mas mais melódica, com elementos de piano e um riff cativante de guitarra elétrica. Foi uma grande oportunidade produzir essa faixa pela Sony Music e espero que vocês gostem”, conta Jude & Frank.

Com diversos singles de sucesso, como “La Luna”, pela Armada Music, “La Vereda (Cada Vez)” e a especialíssima “Quem Vai Querer”, com vocais em Português e lançada pela Spinnin’ Records, Jude & Frank mostra todo seu talento e identidade.

O artista está sempre dividindo os decks com lendas como: David Guetta, Bob Sinclar, Steve Angello, entre outros.  Com diversos shows pelo mundo, Jude & Frank já esteve no Brasil algumas vezes e se apresentou no Green Valley, em Santa Catarina, e no Federal Music Festival, em Brasília.

Confira seu remake de “Sun Is Shining” lançado pela Sony, disponível agora em todas as plataformas digitais.

Continue Reading
Advertisement