Connect with us

Música

Lua Costa traz MPB acústico e força feminina em “Colibri! Apresenta”

Published

on

LUA COSTA
(Crédito: Carlos Eduardo)

A arte de compor é o que dá norte à websérie “Colibri! Apresenta”, idealizada pelos produtores da Colibri!, Victor Machado (el escama) e Ian Bondezan Gigliotti.  Com o intuito de lançar os holofotes a jovens talentos, o projeto terá sete episódios de música inédita e bate-papo sobre os caminhos da composição. O segundo episódio da produção traz o MPB acústico da cantora e compositora mariliense Lua Costa. O material vai ao ar na próxima quarta-feira (24), às 19h, no canal do YouTube da produtora.

Exibido em episódios de 23 minutos toda quarta-feira, até 29 de dezembro, o projeto é um cuidadoso trabalho de curadoria musical com artistas da cidade de Marília, interior de São Paulo, que estão começando a se apresentar para o mercado. Além de Lua Costa, o cantor e compositor avareense Klaf, já participou do projeto no primeiro episódio que pode ser conferido no canal e apresentam-se nos próximos episódios: Eduardo Pavloski, Juliana Máximo, Zé Tedesco, Lari Franco e Caio Altafim.

Lua Costa, bem como outros participantes do projeto, está tendo sua primeira oportunidade de gravar um material audiovisual em sua carreira. “Essas músicas eu compus há muito tempo. Essa oportunidade está sendo a minha primeira experiência de gravação dessas canções. Estou lisonjeada pelo convite, pela oportunidade de poder fazer parte de algo tão importante para o artista autoral. É um prazer compartilhar minha arte”, define a cantora que aborda, em suas letras, temas relevantes como o protagonismo feminino.

Para ampliar o alcance dos artistas, além da participação na websérie, as faixas executadas no programa também ganharão tratamento especial, preparando-as para lançamento nas diversas plataformas de streaming, em um EP de três a cinco músicas por episódio.

‘DOCUMENTO ÚNICO’

O produtor Victor Machado, que também apresenta os episódios da websérie contemplada pelo edital PROAC Expresso LAB nº 39/2020, conta que a curadoria foi feita antes mesmo deles pensarem na websérie. “Ela vem do nosso interesse quase obsessivo por música fresca e gente nova colocando a cara para bater no meio musical”, afirma. “Detectamos a cena musical em Marília e ela estava repleta de jovens compositores muito promissores. Queríamos, de alguma maneira, auxiliar esse pessoal nos primeiros passos de sua carreira, até mesmo em questões menos afetuosas e burocráticas”, completa. Os episódios foram gravados seguindo todos os protocolos de segurança da Covid-19, no Cabana Studio Art, localizado em Oscar Bressane, próximo a Marília.

Com o roteiro que destrincha o ofício da composição, cada convidado terá a oportunidade falar sobre sua carreira e processos, além de executar as próprias criações em versões intimistas. Para Ian Gigliotti, isso possibilita uma infinidade de respostas diferentes, fazendo de cada programa da série um documento único, fotografando autor, obra e conceitos de forma crua, honesta e apaixonante. “Cada compositor é um universo. De referências, estímulos, histórias, cores e sabores para serem apreciados. Queremos dar essa chance a eles mostrarem a sua voz, transformando promessas em realidades”, finaliza o coordenador produção.

Advertisement
Advertisement