L’Impératrice lança seu novo álbum “Pulsar”

L’Impératrice lança seu novo álbum “Pulsar”
ForMusic

 L’Impératrice lança Pulsar, seu novo álbum, via Microqlima. O álbum mostra o grupo parisiense se movendo entre os sons que ama, unindo hip-hop, kosmische e pop moderno. É o primeiro álbum com vocalistas convidados, incluindo a compositora, produtora e intérprete indicada ao GRAMMY, Maggie Rogers, o rapper e produtor Erick the Architect e Fabiana Martone. Ouça o álbum na íntegra aqui.

Antes do lançamento do álbum, a banda compartilhou seu último single, e eles podem estar guardando o melhor para o final… “Any Way” é uma colaboração com Maggie Rogers e vem acompanhada de um visual que leva os fãs a uma aventura intergaláctica e terrestre, dirigida por Zite e Léo. Rogers era fã da L’Impératrice antes de eles entrarem em contato com ela, já que tinha visto a banda nos Estados Unidos várias vezes. Ela chegou ao estúdio deles, ouviu a faixa, fez anotações e conseguiu criar sua versão em poucas horas e em outros tantos takes. É uma canção de amor luxuosa, sobre saborear o momento em vez de se preocupar com o futuro, pelo menos em demasia – mais uma vez, e talvez para o bem e para o mal, à maneira americana.

“O jeito francês é que somos pessoas muito lentas”, diz o fundador do grupo, Charles de Boisseguin, sorrindo. “Nós levamos tempo para fazer as coisas bem feitas. Mas Maggie Rogers apareceu e nos mostrou suas habilidades e o jeito americano. Foi um momento mágico”. Rogers acrescenta: “L’Impératrice é uma das minhas bandas favoritas há alguns anos, então, quando começamos a conversar sobre trabalhar juntos em alguma música, aproveitei a oportunidade de viajar para Paris e criar com eles. A música surgiu de forma muito natural e sem esforço em uma tarde e eu realmente acho que ela representa esse híbrido perfeito do que nós dois fazemos. Estou muito feliz por ela ter sido lançada no mundo.”

Recentemente, a banda parisiense fez duas apresentações fascinantes no Coachella, chamando atenção de veículos como Entertainment Weekly, Los Angeles Times e Grammy.com, além de elogios ao seu show ao vivo por publicações como Billboard, Paper Magazine e outras. Após a turnê em festivais no verão europeu, o grupo também está pronto para retornar à América do Norte para uma turnê de outono que já teve shows esgotados em Nova York, Filadélfia, Oakland, Denver e outros shows adicionados em várias cidades.

“Any Way” segue os primeiros singles do álbum, “Danza Marilú (feat. Fabiana Martone)”, uma homenagem ao Italo-disco e é um hino para mulheres de todas as idades se movimentarem livremente na pista de dança; e “Me Da Igual”, três palavras em espanhol que saem da língua, um título perfeito para uma faixa de sensualidade exacerbada, e “Love from the Other Side”, o primeiro single em inglês do álbum. Esses primeiros singles do Pulsar dão aos ouvintes uma ideia do que esperar do novo álbum, focado, mas de grande alcance, influenciado pelas viagens da banda ao redor do mundo em apoio ao álbum Tako Tsubo, de 2021, incluindo shows com ingressos esgotados e participações em festivais nos Estados Unidos, México, Canadá e Europa.

O novo álbum também é um disco em que a L’Impératrice tomou todas as decisões, um conjunto de músicas que capturou o espírito da banda tanto no palco quanto fora dele. O álbum auto produzido irradia a energia e a sabedoria de uma banda que comandou tantas festas ao redor do mundo no caminho para encontrar a si mesma e seu som. Durante todo o tempo, a vocalista Flore Benguigui canta corajosamente sobre auto-capacitação, ou sobre fugir dos padrões de beleza, do preconceito de idade e da normalidade monótona. Essas são mensagens adequadas para esses hinos sobre ser você mesmo em vez da versão de uma outra pessoa.

Ao compor o álbum, L’Impératrice também tentou uma nova abordagem: dividiu-se em duas equipes de membros que mudavam constantemente para explorar novas ideias, lideradas por Boisseguin. Foi uma maneira de incorporar todas as vozes na composição como nunca antes, aproveitando a formação e os entusiasmos. Eles então passavam as faixas para Benguigui, um cantor de jazz de longa data que às vezes escrevia duas dúzias de melodias vocais para uma música só para ver qual se encaixava melhor. Foi um processo árduo e empolgante, em que a banda passou da composição à gravação do álbum em cerca de nove meses. Esse era o tipo de autodeterminação que eles queriam e agora encontraram.

Ao confrontar outras linguagens, outras perspectivas e outros territórios, e tendo o prazer como sua única bússola, Pulsar é o testemunho de uma banda com muito a dizer e as habilidades para dizê-lo por si mesma.

AD 4nXflyfQNOXY8H2LTjlJK64STpSvS6 nI3JfOIRrkLi RUlIDNSDfOsRLnxD 6C4kBFp0UqCK 2WYU8HE9MS pYHf3cuh8845RY30yrckvqYnc1YQZLoUP 8fn2dgZQeZMj5xXIJVhrc5oYdVC92gh POP CYBER
Capa de Pulsar

TRACKLIST:

01 – Cosmogonie

02 – Amour Ex Machina

03 – Me Da Igual

04 – Love from the Other Side

05 – Danza Marilù (feat. Fabiana Martone)

06 – Any Way (feat. Maggie Rogers)

07 – Déjà-vue

08 – Girl!

09 – Sweet & Sublime (feat. Erick the Architect)

10 – Pulsar

Bia Ferreira e confirmada no Rototom Sunsplash scaled POP CYBER

Após shows na Europa, Bia Ferreira retorna para se apresentar no Brasil

Adrianne Lenker lança Evol

Adrianne Lenker lança “Evol”