Connect with us

Música

Lanterns On The Lake lança clipe de “Baddies”, seu mais recente single

Published

on

Lanterns On The Lake

Com seu tão aguardado novo álbum Spook The Herd, que será lançado dia 21 de fevereiro pela Bella Union, Lanterns On The Lake lançou um vídeo político contundente para o atual single “Baddies“.

Sobre o vídeo, Lanterns On The Lake diz: “Baddies‘ é uma música sobre divisão, sobre as marés crescentes de raiva que vieram para caracterizar nossa política, cultura e sociedade em geral, aqui no Reino Unido e em todo o mundo nos anos recentes. Todos os lados vêem os outros como os bandidos. Estamos cientes de que fazemos parte disso; nós também escolhemos um lado. Com o vídeo, queríamos mostrar como o debate polarizado e histérico se tornou, mas também queríamos transmitir um pouco da confusão e barulho que nos rodeia. É um turbilhão constante e implacável de comentaristas e políticos, dando-nos ainda mais razões para odiar e temer um ao outro. Quando todo motivo é questionável, todo fato é uma opinião, a verdade é a que tem mais pontos de vista, causas nobres são sinais de virtude, Etonians milionários  são homens do povo e ambientalistas são terroristas, quem são os bandidos?

É estranho – para não mencionar fundamentalmente desconcertante – viver tempos turbulentos. No entanto, como muitos sentem que o mundo está escapando ao controle, os artistas ficam animados enquanto procuram entender as areias movediças. Hazel Wilde, do Lanterns on the Lake, agora é uma compositora necessariamente encorajada. Em Spook the Herd, o quarto disco da banda, sua voz e preocupações se destacam como nunca. Em conjunto, a banda abre novos caminhos em um conjunto de músicas diretas e cruciais.

Wilde faz nada menos do que mergulhar de cabeça nas crises existenciais de nossos tempos. Começando com o título do álbum – um comentário direcionado às táticas perigosamente manipuladoras dos ideólogos -, suas nove músicas colocam sob o microscópio questões que incluem nossa política irremediavelmente polarizada, mídia social, dependência, tristeza e crise climática.

Seu som foi maravilhosamente transformado em algo mais reduzido, urgente e direto – de acordo com as mensagens de Wilde – em um álbum carregado de músicas marcadas por uma intimidade cativante. “Swimming Lessons”, é contorcida e flexível, à medida que a guitarra arpejada de Gregory se encaixa na bateria pulsante de Ol Ketteringham e no vocal estridente de Wilde. “Every Atom” monta em batidas insistentes, que abrigam uma linha de guitarra distorcida e divertidamente robótica, enquanto “Secrets and Medicine” tece e dá voltas dolorosamente, tecendo sua atmosfera de meios espartanos: piano, violões celestes e metais diminuídos.

No entanto, a série romântica de Wilde ainda é o coração do disco. A emoção em nossos tempos fraturados revela uma verdade inescapável: apesar de nossas aparentemente inúmeras diferenças, tudo o que temos é um ao outro. É um esperançoso raio de luz que brilhou na escuridão e equilibra o cinismo e o medo em outros lugares. Spook the Herd contém muitos momentos para descobrir e saborear.

Trazemos diariamente conteúdo original e informativo para o público que quer acompanhar, em tempo real, os acontecimentos no cenário do entretenimento nacional e internacional.

Advertisement