Kylie Minogue lança remix para recente single “Magic” por Purple Disco Machine

A força das paixões cantada por Kylie Minogue no single “Magic” ganha novos contornos no remix que a artista revela como antecipação para seu novo álbum, “Disco”, cujo lançamento acontece no dia 06/11 pela BMG. O clima setentista da versão original, inspirado nas pistas britânicas, se mescla com a dance music e house do produtor alemão Purple Disco Machine. O remix está disponível em todas as plataformas de streaming.

Com mais de 3 décadas de carreira, 300 semanas com singles no Top 40 britânico e mais de 80 milhões de álbuns vendidos por todo o mundo, Kylie se consolidou como uma artista multi premiada nos palcos e telas. Seu último single, “Say Something”, soma mais de 13 milhões de reproduções entre a faixa e o clipe. E o Brasil ganha protagonismo como o segundo território que mais ouviu e assistiu a música.

Purple Disco Machine, responsável pelo remix, é o nome artístico de Tino Piontek. DJ e produtor musical alemão, ele tem mais de 10 anos de estrada e pistas pelo mundo sempre inspirado pela mesma disco music que inspirou o novo disco de Kylie. Com mais de 400 milhões de reproduções em suas tracks, ele já fez remixes de “Rain on Me” de Lady Gaga e Ariana Grande, e “Don’t Start Now”, de Dua Lipa, entre outros.

“Disco” é o 15° trabalho de estúdio de Kylie e quer ampliar sua sonoridade apresentando uma artista que cria um pop maduro. O álbum tem produção musical do parceiro de longa data Biff Stannard (Spice Girls, Ellie Goulding, U2) e tem sua concepção visual inspirada nos anos 70 feita em parceria entre Kylie, a diretora criativa Kate Moross e a cineasta Sophie Muller, que dirigiu os dois clipes. Este é um lançamento BMG.

Written by Redação

Trazemos diariamente conteúdo original e informativo para o público que quer acompanhar, em tempo real, os acontecimentos no cenário do entretenimento nacional e internacional.

Wanessa Camargo lança Universo Invertido”, novo álbum nesta sexta feira (9)

Linkin Park comemora 20 anos de “Hybrid Theory”